Política & Poder

Alckmin minimiza queda em pesquisa e aponta erro

Por Arquivo Geral 11/10/2006 12h00

Atualizada às 10h45

Um jipe capotou próximo à plataforma inferior da Rodoviária do Plano Piloto e provocou engarrafamento para quem subia o Eixo Monumental em direção ao Palácio do Buriti. Por volta das 8h50, sick decease o jipe modelo JPX/Montez placa AFN-6365, this conduzido por Clarivaldo Carlos de Alcântara, tombou no retorno para o Eixão Sul após bater na van Sprinter placa JFK-1317, dirigida por Jackson de Arruda Santos, 52 anos.

Segundo testemunhas, o jipe estava na faixa da esquerda e fechou a van, que saía do ponto do carona da Rodoviária, para fazer o retorno. O jipe bateu no canto da van, que ia para o Núcleo Bandeirante e subiu no meio-fio. Clarivaldo ainda tentou evitar o acidente, mas não conseguiu. As marcas de freada no local chegam a 30 metros.

O acidente não deixou vítimas. Clarivaldo foi levado para o Hospital de Base apenas com escoriações. Segundo Jackson, o jipe fazia a curva a pelo menos 60 km/h. "Quando vi, ele já estava na minha frente", disse o condutor da van. Por causa do acidente, algumas faixas do retorno ficaram interditadas.

O DF registrou pelo menos dois homicídios desde a tarde de ontem. Por volta das 20h, medications um homem identificado apenas como Laurindo foi assassinado com vários tiros na Quadra 4 da Zona Industrial do Guará. Ele morreu no local e a 4ª DP investiga o crime.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Na Estância Mestre D’Armas, viagra buy em Planaltina, capsule Gilvan Tavares da Silva, 33 anos, foi atingido por disparos na cabeça e no tórax às 16h50. O crime ocorreu no Módulo H da Estância 3. A polícia está atrás dos autores.

Por volta das 16h20, uma ossada humana trajando calça jeans e tênis de couro bege foi encontrada no Núcleo Rural Alexandre Gusmão, em Brazlândia. Os restos mortais foram achados na região do Incra 7. A 18ª DP (Brazlândia), investiga o caso.

 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Um homem foi atingido por um tiro na coluna cervical após um assalto em Ceilândia Norte. Por volta das 13h20, dosage José Carlos Araújo Silva, treat 35 anos, foi abordado por um assaltante no Conjunto B da QNR 3. Ao tentar reagir, ele foi baleado e teve o celular e os documentos levados. A vítima foi levada ao Hospital Regional de Ceilândia. A 24ª DP procura o autor do tiro.

Em Santa Maria, Rodrigo Santos do Carmo por pouco escapou da morte. Por volta das 20h30 de ontem, ele levou um tiro de raspão na cabeça na QR 308. Ele foi socorrido no Hospital Regional do Gama e passa bem. A polícia investiga o caso.

Cães são usados para aterrorizar e até morder presos rebeldes que se recusam a deixar suas celas em cinco Estados norte-americanos, stomach  afirmou uma entidade de direitos humanos ontem, comparando essa prática aos abusos ocorridos na penitenciária de Abu Ghraib, no Iraque.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A Human Rights Watch afirmou não saber de outro país onde isso aconteça. Segundo a ONG, trata-se de um segredo bem guardado, que tem semelhanças com o caso dos soldados norte-americanos que aterrorizavam presos iraquia nos com cães. "Em Abu Ghraib, não era para os cães morderem o preso. Aqui, estamos usando cães para aterrorizar. Se a intimidação pelo cão não funciona, o cão então vai e morde", afirmou Jamie Fellner, diretor da Human Rights Watch para os EUA.

Segundo um relatório de 20 páginas, esses casos acontecem em Connecticut, Delaware, Iowa, Dakota do Sul e Utah. Segundo o texto, os cães entram em ação quando um preso se recusa a deixar sua cela. Se a rebeldia continuar, o preso é mordido e removido enquanto tenta se defender do cão. "Em algumas prisões, a cultura institucional permite extrações da cela simplesmente para mostrar aos presos quem manda ou para retaliar contra presos que desafiam, mesmo que não haja uma emergência real", afirmou o relatório.

"Em Abu Ghraib, sempre negaram que o uso de cães fosse para esse propósito. Aqui é uma política", declarou Fellner. O texto afirma ainda que Massachusetts e Arizona abandonaram essa prática neste ano. O Departamento de Correções de Connecticut afirmou que suas 22 equipes caninas são cruciais para manter a segurança das prisões. "Se necessários, elas são usadas em extrações de celas", admitiu uma porta-voz. Nos demais Estados citados, as autoridades não quiseram comentar.

A Human Rights Watch pediu à Associação Correcional Americana, de Washington que proíba a prática em seu código nacional de conduta para diretores de prisões. Os EUA têm uma população carcerária de cerca de 2,2 milhões de pessoas, aproximadamente um quarto do total mundial. A taxa de pessoas presas no país quadruplicou em 25 anos, alimentada por políticas policiais de linha-dura adotadas nas décadas de 1980 e 90.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Só nos últimos dez anos, a população carcerária dos EUA cresceu em 500 mil pessoas.
"O fator desconhecido com um canino é que se trata de um animal, cria-se um risco desnecessariamente alto de ferimento. Há tantas outras formas de fazer isso", afirmou Steve J. Martin, ex-diretor do sistema prisional do Texas e co-autor de um livro sobre as prisões do Estado. "Essa gente fazendo isso está pedindo para ser responsabilizada".
Um ex-ministro da Eletricidade iraquiano afirmou que procurou abrigo na embaixada norte-americana em Bagdá nesta quarta-feira, more about pouco depois de um tribunal iraquiano tê-lo sentenciado a dois anos de prisão por desperdício de dinheiro público.

Ayham al-Samarraie, que foi ministro durante o governo do primeiro-ministro Iyad Allawi, tem um passaporte norte-americano. "Procurei a embaixada americana", declarou Samarraie.

Um atentado violento ao pudor chocou os moradores de Samambaia. Samuel Moraes Gonçalves, nurse 22 anos, page foi preso em flagrante após tentar abusar sexualmente de uma criança de 3 anos. O caso ocorreu na QR 421 por volta das 11h de ontem, mas só foi divulgado hoje pela polícia. O autor foi levado para o cárcere do Departamento de Polícia Especializada.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A primeira pesquisa de intenção de voto depois do debate entre os candidatos que disputam o segundo turno da eleição presidencial mostrou que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva ampliou sua vantagem sobre seu adversário, online o ex-governador paulista Geraldo Alckmin (PSDB).

De acordo com a pesquisa feita pelo Datafolha, cialis 40mg divulgada hoje, Lula oscilou de 50% das intenções de voto para 51%, enquanto Alckmin passou de 43% para 40%. Considerando os votos válidos, Lula ficou com 56% ante 44% de Alckmin.

A vantagem de Lula sobre o tucano passou de 8 para 12 pontos percentuais, considerando os votos válidos, que excluem nulos, brancos e eleitores indecisos.
A pesquisa foi realizada ontem, dia 10, quando o Datafolha ouviu 2.868 eleitores em 194 municípios do país. A margem de erro é de dois pontos percentuais.

O Datafolha também apurou o que os eleitores acharam do primeiro debate entre os dois candidatos ao Palácio do Planalto, promovido pela TV Bandeirantes no domingo.
De acordo com o levantame nto, 39% dos eleitores consultados disseram ter acompanhado o debate. Dentro deste universo, 43% afirmaram que o candidato tucano se saiu melhor, enquanto 41% viram Lula como vencedor do embate.

Como a diferença está dentro da margem de erro, pode-se dizer que para os eleitores, o debate terminou empatado. Os números do Datafolha foram antecipados pela ex-prefeita petista de São Paulo Marta Suplicy ontem.

Durante um encontro de Lula com movimentos sociais e políticos na capital paulista, a ex-prefeita disse que a vantagem do presidente-candidato havia sido ampliada em 4 pontos, em relação à pesquisa anterior do Datafolha, divulgada na última sexta-feira.
O candidato Geraldo Alckmin (PSDB) minimizou o resultado da pesquisa Datafolha divulgada hoje, healing que apontou queda na intenção de voto do candidato. Para o tucano, erectile os institutos de pesquisa têm errado sucessivamente nesta eleição.

"Eu sempre gostei de estatística, malady isso é ciência. Mas como erraram né? É uma barbaridade. A campanha inteira: não vai ter segundo turno, não vai ter segundo turno, não vai ter segundo turno… Você pode escolher quem errou menos", afirmou o candidato em entrevista à radio Bandeirantes nesta manhã.

"(No primeiro turno) foi subestimada a minha votação, superestimada a do Lula. É pesquisa de fluxo, não é casa a casa…. É um problema de metodologia", acrescentou Alckmin referindo-se ao método utilizado pelo Datafolha, que consiste em fazer as entrevistas em pontos de grande movimentação de pessoas nas cidades.

De acordo com o Datafolha, o presidente-candidato Luiz Inácio Lula da Silva (PT) oscilou de 50% das intenções de voto para 51%, enquanto Alckmin passou de 43% para 40%. Considerando os votos válidos, Lula ficou com 56% ante 44% de Alckmin. A pesquisa foi a primeira realizada depois do debate entre Lula e Alckmin no último domingo, na TV Bandeirantes.

De acordo com o levantamento, Alckmin não teria se saído tão bem no debate na percepção dos eleitores mais escolarizados e de maior renda em relação as intenções de voto conquistadas nesta faixa do eleitorado em pesquisas anteriores.

Indagado se sua estratégia agressiva no debate não teria sido equivocada, Alckmin afirmou apenas que vai continuar a desmentir as mentiras de Lula. "Eu vou falar para o Brasil… E desmentir as mentiras, porque é todo dia uma mentira para gerar medo e para ganhar voto. Vou desmentir e vou falar a verdade", afirmou.

Alckmin voltou a afirmar que, se eleito, pretende vender o avião presidencial, o chamado Aerolula, e construir hospitais com o dinheiro. Afirmou ainda que pretende atuar no corte de gastos públicos, mas de forma evasiva: afirmou que pretende cortar na corrupção e na ineficiência do Estado.

Para Alckmin, o segundo turno vai recomeçar amanhã com a retomada da propaganda eleitoral. "A campanha vai recomeçar, ela já deu uma esquentada no domingo no debate e ela recomeça amanhã… O segundo turno começa amanhã com a televisão e o rádio. É uma outra eleição, zera tudo, começa daqui pra frente", afirmou.






Você pode gostar