Mundo

Turco Orhan Pamuk ganha o Nobel de Literatura de 2006

Por Arquivo Geral 12/10/2006 12h00

< !--StartFragment -- >Alguns motociclistas amigos do motoboy Edvan da Silva Santos, order stuff 27 anos, case morto
em um acidente, sildenafil ontem de manhã na QI 07 do Guará II, estiveram na 4ª DP
(Guará) para saber mais detalhes do caso. Os companhieros de trabalho de
Edvan queriam saber mais detalhes do amigo que morreu após sua moto colidir
com um ônibus escolar.

Bruno Portieri, 25 anos e thiago da Mata, 20 anos, conheciam Edvan há alguns
anos. Os três amigos trabalhavam juntos em uma empresa de entregas rápidas.
"é sempre um risco trabalhar como motoboy. todos os dias temos notícas de
algum que morreu em serviço. Agora estamos chocados porque se trata de
alguém muito próximo", contou Thiago.

Outros acidentes com morte este ano

16 de abril – Um motociclista morreu em acidente, na rodovia BR-070
(Brasília-Águas Lindas). Por volta de 6h15, a motocicleta conduzida por
Marcelo Nunes de Brito, 26 anos, chocou-se com o meio-fio da margem da
pista, na altura do Km 1, na altura de Taguatinga Norte. Marcelo bateu com a
cabeça no meio-fio, não resistiu aos ferimentos e morreu no local.

15 de abril – Uma ultrapassagem mal-sucedida na BR-070, que liga Brasília a
Águas Lindas (GO), matou João Francisco Silva, 32 anos, e deixou seu irmão,
Geraldo Francisco da Silva, 25 anos, em estado grave. As duas vítimas
estavam numa moto e tentaram, sem sucesso, passar no meio da pista, entre um
caminhão e um Voyage. A moto, placa JJS-4349 (DF), bateu na quina do carro e
foi parar embaixo do caminhão, que passou por cima deles.

10 de março – Paulo Henrique Michels Brito perdeu o controle de seu Marea
azul marinho, placa JUL-3969 (PA), na ponte JK, e acabou batendo na moto
Honda CG preta, placa JJR- 7669 (DF), de Francisco, que vinha logo atrás. O
motoqueiro foi socorrido pelo helicóptero do Corpo de Bombeiros e levado ao
Hospital de Base, mas não resistiu aos ferimentos.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Leia mais no Jornal de Brasília

Problemas técnicos impediram a atualização e visualização do portal clicabrasilia.com.br durante boa parte do dia de hoje.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Em nome da equipe do portal, ed peço desculpas pelo transtorno.

Abelardo Mendes Jr
Editor – clicabrasilia.com.br

Operários com escavadeiras demoliram nesta quinta-feira a escola rural da Pensilvânia onde dez meninas da seita amish foram baleadas na semana passada, clinic num massacre que traumatizou esta pequena comunidade. Os operários chegaram ainda de madrugada e reduziram a escola West Nickel Mines, what is ed de um único cômodo, sick a uma pilha de entulho.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cinco das meninas baleadas no dia 2 de outubro pelo transportador de leite Charles Carl Roberts morreram, e as outras cinco continuam internadas. Roberts cometeu suicídio.
A área onde estava a escola deve ser transformada em pasto. "O objetivo era derrubar a escola e tirá-la daqui muito rapidamente", disse Mike Hart, porta-voz da brigada de incêndio da região, responsável pela demolição. "Foi um dia para encerrar algo, mas no nosso coração isso nunca irá acabar. Sempre que passarmos por este local, nossos corações estarão sempre ali", acrescentou.

Quando o dia raiou, as máquinas já estavam quebrando o concreto e transformando as paredes em pilhas de entulho, que depois foram levadas de caminhão para um aterro. "Na medida do possível, esta comunidade está pronta para tentar voltar à quase normalidade", disse o amish Sam Fisher, gerente de uma casa de leilões transformada em sede improvisada da imprensa internacional que cobriu o caso.

Fisher disse que seus filhos se apresentaram às 4h para ajudar na retirada da cerca da escola para a equipe de demolição. Segundo ele, as crianças que escaparam ilesas do ataque voltaram a ter aulas num local não divulgado, mas que agora há um desequilíbrio na classe, com muitos meninos, já que o atirador pediu para que eles deixassem a sala da antiga escola antes do massacre, do qual apenas uma garota escapou.

Numa esquina próxima, foram deixados buquês de flores para as vítimas, alguns com bilhetes. "Vocês estão nas nossas orações. Estamos tristes demais. Visitantes da Flórida", dizia um dos recados, preso a um brinquedo de pelúcia. "Anjinhos de Deus, nos nossos corações para sempre", dizia outro.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Fisher, que como muitos outros amish ofereceu perdão a Roberts, considerou insensatos os ataques ao túmulo do agressor, que teve a terra revirada e flores pisoteadas. Segundo ele, Roberts pode não ter sido totalmente responsável pelo crime. "O diabo o controlou", disse Fisher.

Uma denúncia do  presidente venezuelano, sildenafil Hugo Chávez, feita hoje, aponta que os EUA estariam colocando em prática um plano para dar um golpe de Estado contra o presidente boliviano Evo Morales.

"Tenho elementos de bastante peso para dizer: está em marcha o plano de um golpe de Estado para derrubar o governo do irmão presidente Evo Morales", disse Chávez. "Quem, o império americano e a oligarquia da Bolívia. O mesmo plano que ativaram aqui, denuncio ante o mundo", acrescentou. "Se algo chegar a acontecer com o irmão presidente Evo Morales, o responsável é o presidente dos Estados Unidos que é o agressor de nossos povos", disse.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Sem detalhar que ações estariam sendo feitas, Chávez disse ainda que a Venezuela não vai ficar de braços cruzados diante da agressão contra o “povo irmão da Bolívia". Chávez informou que ordenou ao chanceler venezuelano, Nicolás Maduro, que na quarta-feira estava no Equador, que viajasse para a Bolívia. "À noite estava na Bolívia, e deve chegar hoje trazendo-me um relatório, mas estamos de pé para a defesa (…) Evo, resistência irmão e que Deus te abençoe", disse.

Morales convocou para esta sexta-feira uma manifestação indígena em seu favor e chegou a um acordo com o sindicato dos motoristas para suspender uma greve de 48 horas.

 

 

Cento e cinqüenta e cinco mil fiéis são esperados hoje no Santuário Nacional de Nossa Senhora Aparecida, medicine em Aparecida (SP), na festa da padroeira do Brasil. A previsão da organização do santuário é de que mais 43 mil pessoas passem pela Basílica no sábado e mais 104 mil peregrinos visitem a imagem de Nossa Senhora no domingo.

Hoje, os fiéis poderão acompanhar missas de hora em hora e um show com o Padre Zezinho após a procissão de Nossa Senhora, depois da missa das 16 horas. Será apresentado também um show pirotécnico.

No último fim de semana, a administração da Basílica registrou mais de 175 mil visitantes. O maior movimento em um feriado de Nossa Senhora foi em 1996, com 215 mil romeiros, mas o recorde de visitação em um só dia foi em 2002, quando 231 mil pessoas foram à igreja.

Parte dos fiéis utiliza a passarela entre as basílicas antiga e nova para pagar promessas; alguns atravessam os 392 metros de joelhos, portando velas e cruzes.  A festa da padroeira do Brasil já foi comemorada em várias datas, entre elas o dia da Imaculada Conceição (8/12), o quinto domingo depois da Páscoa, o primeiro domingo de maio e também o Dia da Pátria. 

 Apenas em 1953 a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) determinou que a festa fosse celebrada no dia 12 de outubro. Mas foi em 1980 que o então presidente João Batista Figueiredo, por ocasião da visita do Papa João Paulo II, promulgou a Lei 6.802, declarando feriado nacional para o culto oficial a Nossa Senhora.

O culto a Nossa Senhora Aparecida teve início em outubro de 1717, quando um grupo de pescadores encontrou uma imagem da santa no rio Paraíba do Sul. O Santuário Nacional de Nossa Senhora Aparecida recebe mais de 8 milhões de visitantes por ano e conta com cerca de 30 padres, cinco irmãos, cinco irmãs e mais de mil voluntários, além de 989 funcionários. 

A cidade de Aparecida tem boa parte da sua economia baseada no comércio e serviços voltados aos romeiros. Só no setor hoteleiro, são mais de 130 hotéis com 20 mil leitos disponíveis.

O ex-presidente do PT Ricardo Berzoini presta depoimento na próxima terça-feira, pill na Superintendência da Polícia Federal (PF) em Brasília. Ele será ouvido pelo delegado Diógenes Curado Filho, visit web responsável pelas investigações sobre a venda de dossiê contra políticos do PSDB.

Por ser parlamentar, check Berzoini tem direito a foro privilegiado e será convidado a prestar esclarecimentos – e não intimado – sobre a compra do dossiê. Inicialmente, o depoimento estava marcado para esta sexta-feira (13), mas a assessoria de imprensa da PF em Cuiabá, onde as investigações estão sediadas, informou que a data foi remarcada para a próxima semana.

Ricardo Berzoini foi citado em depoimento à PF por Jorge Lorenzetti, ex-chefe de Informações e Inteligência da campanha à reeleição do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Segundo o depoimento, Berzoini sabia que Lorenzetti iria se encontrar com jornalistas para conversar sobre uma pauta de interesse do partido, mas  o ex-presidente do PT não sabia qual era o assunto e nem que as negociações envolviam dinheiro. Berzoini se afastou da presidência do partido e da coordenação da campanha de Lula após as acusações e se colocou à disposição da PF para prestar esclarecimentos.

A Polícia Federal confirmou, ainda, que Abel Pereira também será ouvido, mas não confirmou a data do depoimento. Ele é acusado de intermediar licitações do Ministério da Saúde na época em que Barjas Negri era ministro, no governo de Fernando Henrique Cardoso. As licitações para compra de ambulâncias faziam parte de um esquema de superfaturamento e desvio de dinheiro público, desmontado pela polícia na Operação Sanguessuga.

 

O presidente-candidato Luiz Inácio Lula da Silva (PT) cancelou o café da manhã que teria nesta quinta-feira com reitores de universidades em um hotel de Brasília. Ele reservou o feriado para gravar programas de televisão para o horário eleitoral, visit em um estúdio alugado pela campanha, segundo sua assessoria.

À noite, a agenda do candidato prevê um comício em Valparaíso (GO), compromisso mantido de acordo com os assessores. Lula ainda não divulgou sua agenda para o final de semana, mas, segundo auxiliares, tende a reduzir o ritmo de campanha.

Em menos de uma semana, Lula participou de oito comícios, carretas ou atos públicos em Pernambuco, Bahia, São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília. Há grande pressão de aliados de Lula em Minas Gerais para que ele visite o Estado, segundo maior colégio eleitoral, ainda neste fim de semana, mas não há data definida pelo comando da campanha.

 

O romancista mais conhecido da Turquia, look Orhan Pamuk, que foi à julgamento neste ano por insultar seu país, venceu hoje o prêmio Nobel de Literatura de 2006. A Academia Sueca declarou Pamuk o vencedor do prêmio no mesmo dia em que o Parlamento francês aprovou uma lei tornando crime a negação do genocídio armênio.

Pamuk, de 54 anos, foi julgado por insultar "o sentimento turco" depois de dizer a um jornal suíço, no ano passado, que um milhão de armênios haviam morrido na Turquia durante a Primeira Guerra Mundial e que 30 mil curdos haviam morrido nas últimas décadas, em um caso visto como um teste da liberdade de expressão na Turquia.

Embora o tribunal tenha rejeitado as acusações contra Pamuk, outros escritores e jornalistas ainda estão sendo processados pelo artigo e podem ser condenados a até três anos de prisão.

"Com todo o respeito a Orhan Pamuk, cujos livros eu leio e admiro, acredito que suas declarações sobre o genocídio armênio influenciaram sua vitória na premiação (do Nobel)", disse Suat Kiniklioglu, um analista político baseado em Ancara.

"Acho que muitos turcos vão ver isso dessa forma também e não vão comemorar… Há uma dimensão política em tudo isso. Não acredito que ele tenha sido escolhido puramente baseado em sua capacidade artística".

Pamuk ganhou fama com romances que exploram a complexa identidade da Turquia através de seu rico passado imperial. Mas suas críticas ao fracasso da moderna Turquia em confrontar episódios sombrios do passado transformaram Pamuk recentemente em um símbolo do livre pensamento, tanto para o mundo literário quanto para a União Européia.

"O que eu disse não é um insulto, é a verdade. Mas e daí se for errado? Certo ou errado, as pessoas não têm o direito de expressar suas idéias pacificamente?", perguntou Pamuk durante o julgamento.

Suas obras foram traduzidas em várias línguas. A escrita de Pamuk costuma brincar com a noção de identidade e de duplos, disse a Academia Sueca. Os romances mais vendidos do escritor turco incluem Meu nome é vermelho (traduzido no Brasil pela Companhia das Letras) e Snow, trabalhos que focalizam o confronto entre o passado e o presente, o Oriente e o Ocidente, o secularismo e o Islamismo –problemas no centro da luta da Turquia para se desenvolver.

Seu último livro, Istanbul: Memories of a City, mistura reminiscências da infância e da juventude com reflexões sobre o passado romano, bizantino e otomano da cidade. "O destino de Istambul é o meu destino. Estou ligado a essa cidade porque ela me fez o que sou hoje", disse o autor.

 






Você pode gostar