Mundo

Tempestade <i>Noel</i> avança lentamente para as Bahamas, após deixar 81 mortos no Carib

Por Arquivo Geral 01/11/2007 12h00

A tempestade tropical “Noel”, medical que causou as mortes de 81 pessoas na República Dominicana, medicine no Haiti e na Jamaica, cialis 40mg se desloca lentamente para as Bahamas, aonde deverá chegar hoje, segundo o Centro Nacional de Furacões (NHC) dos Estados Unidos.

O olho do “Noel” estava às 10h (de Brasília) próximo da latitude 23,8 graus norte e longitude 78,5 graus oeste, cerca de 175 quilômetros ao sudoeste de Nassau (Bahamas) e 280 quilômetros ao sudeste de Miami (Flórida, EUA).

Os seus ventos máximos sustentados são de 95 km/h, com rajadas mais fortes, e é possível que ganhe força nas próximas 24 horas, informou o NHC, com sede em Miami.

Está ativada uma vigilância de furacão (passagem do sistema em 36 horas) para o norte das Bahamas e permanece em vigor um aviso de tempestade tropical (passagem em 24 horas) para o centro e noroeste das ilhas.

Permanece também um aviso de tempestade tropical para o sudeste do litoral do estado da Flórida, do norte de Ocean Reef até Deerfield Beach. E uma vigilância de tempestade tropical do norte de Deerfield Beach até a enseada de Jupiter, na Flórida.

O “Noel” avança para o norte com uma velocidade de translação de 9 km/h e prevê um “lento movimento hoje nessa direção” com um “giro para o nordeste esta noite”, afirmou o NHC.

Segundo as projeções do NHC, o olho da tempestade tropical deverá atingir hoje sobre a região noroeste das Bahamas.

Os meteorologistas fizeram uma nova advertência sobre as intensas chuvas provocadas pela tempestade e afirmaram que são esperadas inundações e deslizamentos de terra que podem pôr pessoas em risco.

O NHC também recomendou ao sul do estado da Flórida que vigie a trajetória do “Noel” que segue hoje rumo ao norte.

Durante a temporada de furacões no Atlântico, que começou em 1º de junho e termina em 30 de novembro, foram registradas 14 tempestades, incluindo “Noel”, e quatro ciclones, dois dos quais alcançaram a categoria 5, a mais alta da escala de intensidade Saffir-Simpson.






Você pode gostar