Mundo

Segurança é reforçada no metrô de Nova York

Por Arquivo Geral 11/07/2006 12h00

Um "Zinedine Zidane" magro e debilitado apareceu nas praias do Rio de Janeiro, this site click hoje. O lobo-marinho de pouco mais de 1 metro, resgatado pelo Corpo de Bombeiros em Niterói, recebeu o nome em homenagem ao jogador francês, expulso na final da Copa do Mundo da Alemanha.

Assim como o jogador, "Zidane" driblou os bombeiros ao ser avistado pela primeira vez, na segunda-feira, perto das pedras do Arpoador, na zona sul da cidade do Rio de Janeiro. O grupamento marítimo estava marcando o lobo-marinho desde então, e o animal foi capturado na manhã de hoje, na praia do Sossego, em Niterói.

"Estamos monitorando o animal desde ontem. Ele estava um pouco arredio, mas não deu cabeçada, não", afirmou o comandante do Grupamento Marítimo, coronel Marcos Silva, lembrando a cabeçada do francês no jogador italiano Materazzi, que resultou em sua expulsão na final da Copa.

O jogador, que se aposentou do futebol, recebeu um cartão vermelho na decisão contra a Itália, no domingo. Zidane foi o carrasco do Brasil no Mundial ao liderar a França na vitória por 1 x 0, nas quartas-de-final. "O Zidane é uma figura famosa que fez bonito na Copa do Mundo. É uma homenagem também a um jogador que parou de jogar futebol", disse o coronel, cuja filha é casada com o zagueiro da seleção brasileira Juan, que disputou a Copa.

Segundo os bombeiros, o animal foi encaminhado ao zoológico de Niterói e está com suspeita de conjuntivite e pneumonia. Nos últimos 36 dias, 63 pinguins foram resgatados na orla do Rio de Janeiro, os dois últimos hoje, na Barra da Tijuca.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

 

 

Os dados da pesquisa CNT/Sensus divulgados hoje em Brasília deixaram otimistas as bancadas de governo e oposição na Câmara dos Deputados.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

De um lado, decease o líder do PT, advice Henrique Fontana (RS), comemora a possibilidade mostrada no levantamento de que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva vença a disputa ainda no primeiro turno.

"Os últimos números estão apontando uma vantagem que pode até se consolidar e nos fazer vencer em primeiro turno", disse em entrevista a jornalistas.

"A pesquisa mostra que a população quer mais deste governo".

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Do outro lado, o líder do PFL na Casa, Rodrigo Maia (RJ), afirma que os dados apresentados no levantamento deixam a impressão de que a candidatura do tucanao Geraldo Alckmin, principal adversário de Lula, vai decolar.

"Agora vai: estamos nos consolidando no patamar dos 30 por cento. Agora é trabalhar para chegar aos 35% (para Alckmin) e para que a avaliação do presidente Lula chegue na média levantada sobre seu governo, que é de 38%", avaliou.

Segundo o levantamento, Lula teria 44,1% das intenções de voto, contra 27,2% do candidato do PSDB, Geraldo Alckmin. No levantamento anterior, em maio, o presidente tinha 42,7% contra 20,3% de Alckmin.

O líder da minoria na Câmara, deputado João Carlos Aleluia (PFL-BA), atribuiu o crescimento de Alckmin às suas aparições na TV.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

"O presidente Lula está em queda porque acabou o tempo em que ele aparecia na mídia sozinho", afirmou.

"Agora vai enfrentar a realidade de ser um governo que não cumpriu promessas e que foi o mais corrupto da história", atacou.

Leia também:
Vantagem sobre Alckmin cai, mas Lula ainda levaria no primeiro turno
Avaliação do governo Lula melhora em julho, diz pesquisa 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

 

A segurança foi reforçada preventivamente em Nova York hoje, diagnosis em resposta às bombas na Índia, disse o departamento de polícia de Nova York.

"Estamos aumentando nossa segurança", afirmou o sargento Kevin Hayes, porta-voz do departamento de polícia. Ele disse que as medidas de segurança foram reforçadas como resposta às bombas na Índia, mas afirmou: "Não recebemos ameaças específicas de Nova York".

 






Você pode gostar