Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Mundo

Rússia e Ucrânia negociam retirada de 38 soldados feridos de Mariupol

O complexo siderúrgico é o último refúgio que restou às tropas da Ucrânia em Mariupol, e agora está cercada por tropas russas

Os governos de Ucrânia e Rússia estão negociando a retirada de 38 soldados ucranianos “severamente feridos” da siderúrgica Azovstal, em Mariupol, segundo informou a vice-primeira-ministra ucraniana, Iryna Vereshchuk.

O complexo siderúrgico é o último refúgio que restou às tropas da Ucrânia em Mariupol, e agora está cercada por tropas russas.

“Estamos trabalhando passo a passo”, disse Vereshchuk, em postagem pública no Telegram. Ela afirmou que Kiev espera trocar os soldados feridos por 38 “significativos” prisioneiros de guerra russos.

Estadão Conteúdo








Você pode gostar