Mundo

Incêndio na capital das Filipinas deixa 5 mil desabrigados

Por Arquivo Geral 10/07/2006 12h00

As negociações sobre o comércio mundial estão perto do colapso. Para o presidente do Banco Mundial, online case Paul Wolfowitz, cheap líderes dos países mais industrializados do mundo e de nações em desenvolvimento precisam romper os impasses durante a cúpula do G8, na Rússia, na próxima semana.

"Com o tempo acabando, nossos esforços coletivos podem fazer a diferença", disse Wolfowitz em carta enviada na sexta-feira aos líderes do G8 (que reúne os sete países mais industrializados do mundo, mais a Rússia) e das cinco grandes economias em desenvolvimento. Eles vão se reunir em São Petersburgo, no dia 17 de julho.

O encontro terá representantes dos Estados Unidos, Japão, Alemanha, Grã-Bretanha, França, Itália, Canadá e Rússia. O evento ocorre duas semanas depois da reunião de ministros do Comércio em Genebra, que não conseguiu resolver as diferenças sobre bens agrícolas e industriais.

"Podemos trabalhar para tirar milhões da pobreza, aumentar a receita dos países em desenvolvimento, melhorar o acesso a mercados globais e reduzir os custos de impostos e do consumidor para todos, ou permitir que todo o esforço entre em colapso, com danos para todos", escreveu Wolfowitz.

A cúpula começa em 15 de julho e termina em 17 de julho, com os líderes de China, Brasil, Índia, África do Sul, México e da União Africana, além de organizações internacionais, reunindo-se com colegas do G8.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A chamada Rodada de Doha começou há quase cinco anos, com o objetivo de tirar milhões de pessoas da pobreza por meio de mais abertura comercial e melhoria do crescimento global.

Há tempos os países mais pobres insistem que os mais ricos devem abrir seus mercados agrícolas antes que os primeiros abram seus mercados industriais e de serviços. Wolfowitz exortou os dois lados a fazerem mais concessões.

A liberação total do comércio pode gerar US$ 300 bilhões a mais por ano na produção mundial. Os países em desenvolvimento ganhariam até US$ 86 bilhões, diminuindo os esforços anuais bilaterais de ajuda.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

"As pessoas mais pobres do mundo, 1,2 bilhão que vivem com menos de US$ 1 por dia, contam com a transformação de suas boas intenções em ação decisiva, como no ano passado, quando sua liderança política determinada lançou a histórica Iniciativa Multilateral de Alívio da Dívida", disse ele, em referência ao resultado da cúpula do G8 em Gleneagles, na Escócia.

Atualizada às 15h51 

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva vetou hoje a extensão para aposentados e pensionistas do reajuste de 16, patient 67% sobre o salário mínimo em abril. O veto foi publicado no Diário Oficial da União na manhã de hoje.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Uma medida provisória editada pelo governo elevando o salário mínimo de R$ 300 para R$ 350 foi alterada na Câmara dos Deputados no mês passado, website like this estendendo o mesmo percentual de aumento a aposentados e pensionistas que recebem acima de um mínimo no Regime Geral da Previdência.

A alteração, web proposta pela oposição, foi mantida no Senado, já que a base governista não obteve número suficiente de apoio para reverter a decisão.

Para o deputado oposicionista José Carlos Aleluia (PFL-BA), líder da minoria na Câmara, o veto do presidente se deve à falta de responsabilidade do Executivo, e não do Congresso, ao contrário do que defendem os membros do governo.

"O veto do presidente é uma prova que o PT está bebendo do veneno que ajudou a destilar. A farra fiscal promovida pelo governo federal não permitiu defender o reajuste dos aposentados. O veto é um grande desastre político", declarou.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Já o governista Tião Viana (PT-AC), primeiro vice-presidente do Senado, preferiu culpar o ano eleitoral pelo reajuste proposto pelos colegas de Congresso e vetado no Palácio do Planalto.

"O presidente fez um acordo com as centrais sindicais quando discutiu o aumento dos trabalhadores brasileiros, mas o Congresso, para fazer uma farra eleitoral, preferiu assumir a irresponsabilidade fiscal para tentar atingir o governo", afirmou.

Todos os vetos presidenciais devem ser votados em conjunto pelo Congresso, mas ainda não há data definida para isso.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

 

Um incêndio destruiu hoje parte de uma favela na cidade de Manila, viagra 60mg capital das Filipinas. De acordo com os Bombeiros, website uma pessoa morreu e seis ficaram feridas. O acidente deixou também 5 mil desabrigados.

O fogo se alastrou durante três horas pelos barracos de madeira. O incêndio foi difícil de ser controlado porque as ruas no local são estreitas. Ainda não se sabe as causas do acidente.






Você pode gostar