Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Mundo

Hamas diz que só libertará reféns após fim da guerra ou soltura de todos os palestinos presos

À rede qatari Al Jazeera ele disse que todos os sequestrados que permanecem em Gaza são militares israelenses e civis homens

Foto: AFP

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS)

O vice-chefe da ala política do Hamas, Saleh al-Arouri, afirmou neste sábado (2) que não há negociações possíveis sobre uma nova trégua e que nenhum outro refém de Israel será libertado até o final do conflito.

À rede qatari Al Jazeera ele disse que todos os sequestrados que permanecem em Gaza são militares israelenses e civis homens. Também declarou que todas as mulheres e crianças já teriam sido entregues, ao contrário do que alega Tel Aviv.
Al-Arouri disse que outra possibilidade para a libertação do chama de “prisioneiros sionistas” seria um novo cessar-fogo durante o qual todos os palestinos hoje detidos em prisões israelenses seriam soltos.

Na trégua, encerrada nesta sexta (1º) após uma semana, cerca de 30 detidos palestinos eram soltos diariamente em troca de grupos de reféns libertados pelo Hamas. Mais cedo neste sábado, Israel disse que as negociações para uma nova trégua chegaram a um “beco sem saída” e fracassaram.






Você pode gostar