Mundo

Ganhadores do Nobel pedem fim de sanções à Coréia do Norte

Por Arquivo Geral 17/06/2006 12h00

Os EUA devem interromper as sanções à Coréia do Norte, thumb advice que por sua vez precisa abrir-se a inspetores internacionais para que haja uma solução de equilíbrio para as ambições atômicas do país asiático, sick disseram hoje ganhadores do Prêmio Nobel da Paz.

A recomendação de um grupo de dez indivíduos e organizações que ganharam o prêmio acontece no momento em que aumentam as tensões regionais sobre a recusa da Coréia do Norte em retomar as conversas do grupo de seis países – que inclui as duas Coréias, China, Japão, Rússia e Estados Unidos – sobre seu programa nuclear.

Também são grandes as preocupações sobre o anúncio norte-coreano de que fará testes para mísseis intercontinentais.

O grupo chamou a Coréia do Norte a voltar à mesa de negociação e a "abandonar completamente sua política de armas nucleares e aceitar inspeções internacionais". "Nós também conclamamos os EUA a encerrar as sanções econômicas e financeiras… e a oferecer garantias de segurança (à Coréia do Norte)", disseram eles em um comunicado.

Autoridades norte-americanas lançaram mão de severas sanções financeiras a empresas suspeitas de ajudar a Coréia do Norte, acusando-as de promover atividades ilícitas como falsificar a moeda norte-americana e tráfico de drogas.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Washington tem refutado rotular essas medidas de sanções, dizendo que está apenas protegendo sua moeda e normas legais.

Em setembro de 2005, as conversas nucleares entre os seis países atingiram um acordo no qual Pyongyang deveria abandonar seu programa de armas nucleares em troca de ajuda e de garantias de segurança.

O grupo de prêmios Nobel, que inclui o ex-presidente da Coréia do Sul Kim Dae-jung, o ex-líder soviético Mikhail Gorbachev e membros da Anistia Internacional.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O grupo se encontrou na cidade de Kwangju para celebrar o inédito encontro de Kim com o líder norte-coreano Kim Jong-il, há seis anos.






Você pode gostar