Mundo

Fidel não está morrendo, diz Raúl Castro

Por Arquivo Geral 08/10/2006 12h00

A edição número 214 do Círeio da Nossa Senhora de Nazaré, generic malady em Belém (PA), for sale levou às ruas da capital paraense cerca de dois milhões de pessoas neste domingo. A procissão levou a imagem da Nossa Senhora de Nazaré, information pills padroeira do estado, até a basílica de mesmo nome, onde ela permanecerá por 15 dias. Os fiéis demoraram quase sete horas para percorrer os 4,5 km que separam a Catedral de Belém da basílica.

Um incidente atrapalhou o andamento do procissão: um pequeno incêndio no prédio dos Correios. De acordo com o Corpo de Bombeiros, o fogo começou devido à queima de fogos, mas foi rapidamente controlado.

O motorista do carro que caiu no Rio Tietê, viagra 100mg na capital paulista, na madrugada de sábado continua desaparecido. Equipes dos Bombeiros passaram todo o dia de hoje à procura de Robert Roza da Silva, de 24 anos. No final da tarde de ontem, os bombeiros conseguiram guinchar o carro e retirá-lo do local, entretanto não foi encontrado sinais de Robert.

Na madrugada de sábado chovia muito e Robert e a namorada, Viviane Fátima da Silva, também de 24 anos, voltavam de uma festa. Ele, que estava ao volante, perdeu o controle do carro, um Palio azul. Ambos chegaram a sair do carro, mas apenas Viviane conseguiu vencer a correnteza e ficar boiando, pois não sabe nadar, até a chegada de socorro. O local do rio onde ocorreu o acidente tem uma profundidade de 6 metros.

Viviane afirmou que no momento, dormia no banco do passageiro quando ouviu os gritos do namorado e percebeu que o carro estava sendo invadido por uma água suja. As causas do acidente ainda serão apuradas, mas há suspeitas de que o motorista tenha dormido ao volante, o que teria causado do acidente.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

 

 

Uma jovem desembarcou no aeroporto de Assunção, rx no Paraguai na noite de sexta-feira. Ela passaria incógnita se não fossem as dezenas de seguranças que a acompanhavam.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A jovem de 23 anos é Jenna Bush, uma das filhas gêmeas do presidente dos Estados Unidos, George W. Bush. Ela deixa os cabelos do pai de pé todas as vezes que decide participar de ações em um programa do Unicef (Fundo das Nações Unidas para a Infância), da qual é voluntária. Recentemente, esteve no Panamá, onde também desenvolveu ações em prol das crianças.

Fontes do terminal aéreo, citadas pelo jornal ABC Color, disseram que ela foi escoltada por dez caminhonetes ocupadas por seguranças, que a retiraram do aeroporto através de uma área restrita do prédio. Jenna permanecerá pelo menos dez dias no país, onde deve conhecer de perto a vida nas aldeias indígenas, localizadas no oeste do país.

Os militares da Força Aérea Brasileira (FAB) que estão trabalhando no resgate dos corpos das vítimas do vôo 1907 realizaram uma atividade inusitada na tarde de ontem. Francisca de Souza Oliveira, prescription de 18 anos, order moradora de Novo Progresso (PA) entrou em trabalho de parto e foi socorrida pelos médicos da FAB.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Durante o percurso entre Novo Progresso e Cuiabá (onde ela seria submetida a uma cesariana), adiposity que dura uma hora e meia, Francisca entrou em trabalho de parto. Ela deu à luz a um menino saudável, com 4,7kg e 52 centímetros. O bebê recebeu o nome de Fabiano, em homenagem à corporação. Mãe e filho passam bem.

Antes mesmo do início das transmissões do debate político com os presidenciáveis na Band, viagra sale o PT deu o que falar. Cerca de 400 militantes do partido se reuniram nas imediações da sede da rede de TV, buy e alguns políticos falaram para uma platéia de cima de um trio elétrico, health com direito a discursos da coordenadora da campanha de Lula no Estado de São Paulo, Marta Suplicy, e o senador reeleito pelo partido, Eduardo Suplicy, entre outras lideranças.

Os dois candidatos, Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e Geraldo Alckmin (PSDB) já chegaram ao local e aguardam o início do debate.

Debate entre os dois candidatos à presidência, dosage Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e Geraldo Alckmin (PSDB) começou com muitas acusações recíprocas. Alckmin disse que Lula não afirmou onde cortará gastos e questionu: "Lula, rx de onde veio o dinheiro sujo para comprar o dossiê fajuto?"

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

 

 

 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

 

Ainda no primeiro bloco do debate, o candidato Geraldo Alckmin (PSDB) elevou o tom de voz ao elogiar seus adversários do primeiro turno, agradecendo Cristovam Buarque (PDT) e Heloísa Helena (PSOL) pelo fato deles terem ido aos debates. Lula não ficou calado e rebateu que Alckmin decora chavões.

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva procurou minimizar, sildenafil na noite de hoje, sua ausência dos debates do primeiro turno ao mesmo tempo em que seu adversário, Geraldo Alckmin (PSDB), aproveitou para alfinetar o petista sobre o assunto.

"Eu não venho em debate, diferentemente do meu adversário, com medo de perder eleição. Eu vim em todos os debates, eu venho em debate em respeito ao eleitor", disse Alckmin a jornalistas ao chegar aos estúdios da TV Bandeirantes.

"O debate permite mais informação, permite ao eleitor mais juízo de valor, de escolher bem quem vai governar o Brasil nos próximos quatro anos", acrescentou o tucano.
Lula, por sua vez, lembrou que participa de debates nas disputas presidenciais há 17 anos.

"Eu participo de debate desde 1989. (Este) não é o primeiro nem será o último, porque eu estarei sempre debatendo a democracia brasileira", disse o presidente. Para ele, sua posição no encontro desta noite dependerá muito do próprio oponente.

"Obviamente que cada candidato tem uma postura.. e o debate se dará do jeito que o adversário se comportar", disse. A comitiva de Lula chegou passando pelo meio de cerca de 400 petistas, que faziam bastante barulho junto com um carro de som.

Já Alckmin foi recepcionado por cerca de 40 militantes do PSDB, segundo informações da Polícia Militar. Lula também procurou relativizar seu desempenho eleitoral melhor nas camadas de renda mais baixa. "Penso que nós vamos ter que conquistar todas as classes. Ninguém é candidato de apenas um segmento da sociedade. Vamos ter que conquistar um grande empresário, um grande banqueiro, o trabalhador desempregado", disse, ressaltando, porém, que "o governo tem que priorizar as classes menos favorecidas da sociedade se dará do jeito que o adversário se comportar", disse.

A comitiva de Lula chegou passando pelo meio de cerca de 400 petistas, que faziam bastante barulho junto com um carro de som. Já Alckmin foi recepcionado por cerca de 40 militantes do PSDB, segundo informações da Polícia Militar.

Lula também procurou relativizar seu desempenho eleitoral melhor nas camadas de renda mais baixa. "Penso que nós vamos ter que conquistar todas as classes. Ninguém é candidato de apenas um segmento da sociedade. Vamos ter que conquistar um grande empresário, um grande banqueiro, o trabalhador desempregado", disse, ressaltando, porém, que o governo tem que priorizar as classes menos favorecidas da sociedade.

 

O candidato Geraldo Alckmin (PSDB) começou respondendo à primeira pergunta de Lula no segundo bloco do debate, pills acusando-o de ler a pergunta no papel, em vez de formulá-la de cabeça. Ele disse ainda que para Lula saber detalhes do dossiê, não é preciso fazer tortura com os envolvidos, basta perguntar “aos seus amigos de 30 anos”.

Lula rebateu que não teve tempo de estudar os assuntos nos últimos dias, e por isso estava lendo a pergunta.

O candidato do PT alfinetou perguntando se Alckmin havia feito um curso de psicodrama nessa semana para conseguir decorar as suas falas. Alckmin perguntou sobre “nunca antes na história do Brasil, tivemos cinco ministros denunciados”.

Lula disse que antes, o que havia no Brasil era limpar a casa e jogar a sujeira embaixo do tapete. “O que tem que acontecer é que na hora que se sabe, combater na carne (referindo-se à corrupção). Lula disse a Alckmin que queria no debate era discutir assuntos do governo e políticas econômicas. “Vamos discutir essas promessas!”.

Alckmin diz que Lula não respondeu e não disse a verdade. “Os ministros não foram demitidos, pediram demissão”. Continuou a acusação, dizendo que o atual governo é “violento no caso Francenildo, com o pequeno, com o fraco, mas manso com esses crimes gravíssimos que assolaram o país”.

Em certa altura do bloco, Lula disse que também quer descobrir mais sobre a quadrilha que arquitetou o dossiê Serra. Para finalizar o bloco, Lula fez uma pergunta e disse: “Se houver problema eu não leio, faço de improviso (a pergunta)”. Nesse instante, até Alckmin deu uma risadinha.

 

O debate entre os candidatos à Presidência seguiu tenso durante o segundo bloco, site quando o presidente-candidato Luiz Inácio Lula da Silva acusou os tucanos de não saberem fazer outra coisa no governo que não seja privatizações.

"A única coisa que vocês sabem fazer: ou aumentar imposto ou vender empresa pública para conseguir recursos para fazer alguma obra", abortion disse Lula ao candidato Geraldo Alckmin (PSDB). "O negócio de vocês é privatizar, link privatizar, privatizar; a nossa é investir no social, social, social".

Alckmin rebateu afirmando que a "privatização foi na frente do público, o que é diferente de dólar na cueca", referindo-se a episódio de petista preso com dólares na roupa de baixo. Na defensiva e pressionado por Alckmin sobre questões de corrupção, Lula tentou levar o debate para a discussão de programas de governo.

"Acho que está na hora de a gente começar a discutir o que vamos fazer para esse país", disse Lula, sem obter êxito. Sobre os escândalos políticos, Lula insistiu que os ministros foram punidos e afastados. Alckmin rebateu que eles saíram do governo pressionados.

"O conceito mais importante da ética não é dizer no meu governo não tem corrupção, mas tem punição", reagiu o petista.

 

O presidente cubano Fidel Castro se recupera de uma cirurgia intestinal e não está morrendo, side effects disse seu irmão e atualmente chefe de governo de Cuba Raúl Castro, aparentemente respondendo a recentes notícias dando conta de que o presidente cubano sofre de câncer em estágio terminal.

"Fidel Castro está se saindo bem. Ele tem um telefone e o está utilizando cada vez mais", disse Raúl Castro a um congresso de estudantes em Havana. "Ele não está morrendo, como dizem setores da imprensa em Miami, mas melhorando constantemente. Mas como ele mesmo disse, isso levará tempo", disse Raúl, acrescentando que representantes dos estudantes teriam uma sessão especial com Fidel em dezembro.

Raúl disse que ele e outros líderes estiveram com o presidente em um prolongado encontro há dois dias durante o qual eles discutiram vários "assuntos de Estado", e que Castro lhes deu várias instruções.

A declaração de Raúl foi feita, depois que a revista Time informou no final de semana que autoridades dos EUA acreditam que Castro, 80, tenha câncer em fase terminal. Uma autoridade destacou, no entanto, que não havia prova definitiva.

 






Você pode gostar