Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Mundo

Cerca de 200 mil casas sem luz por tempestade de neve que no leste dos EUA

Até 30 centímetros de neve são esperados em uma faixa de território que se estende do norte do vale de Ohio até a região sul dos Grandes Lagos, alertou o NWS

epa05120648 A car is stuck on I Street during a major blizzard in Washington, DC, USA, 23 January 2016. Winter Storm Jonas is expected to dump more than two feet (61 centimeters) of snow in the Washington, DC region throughout weekend. EPA/JIM LO SCALZO

Milhões de americanos enfrentam, nesta segunda-feira (17), uma enorme tempestade com neve, gelo e fortes ventos no leste dos Estados Unidos, que causa interrupções no tráfego, suspensão de voos e falta de energia em cerca de 200 mil casas. 

O Serviço Nacional de Meteorologia (NWS) informou que a tempestade combina neve pesada, chuva gelada e ventos fortes e impacta o sudeste e a costa do Atlântico,  antes de seguir para a Nova Inglaterra e o sul do Canadá.

Até 30 centímetros de neve são esperados em uma faixa de território que se estende do norte do vale de Ohio até a região sul dos Grandes Lagos, alertou o NWS.

Mais de 80 milhões de pessoas estão sob alerta climático, informou a mídia dos EUA.

No domingo, cerca de 235 mil clientes haviam ficado sem energia elétrica no sudeste, mas esta manhã  esse número havia caído para 190 mil residências, de acordo com o site PowerOutage.US. 

Em áreas ao longo das Montanhas Apalaches, a neve pode cair nesta segunda a uma razão de 2,5 cm por hora, enquanto o tempo ruim pode durar até terça-feira, de acordo com o NWS. 

A tempestade gerou tornados no estado da Flórida e inundações em partes da costa. Ventos gelados varreram as Carolinas e os Apalaches. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O transporte foi severamente afetado. Mais de 3 mil voos de ou para os Estados Unidos foram cancelados no domingo, de acordo com o site FlightAware, e outros 4,2 mil foram atrasados.

O aeroporto internacional de Charlotte Douglas, na Carolina do Norte, foi o mais atingido, com 1.200 voos cancelados, mais de 90% das viagens programadas, segundo o site FlightAware. Outras 1.200 viagens pelo país foram canceladas até o início desta segunda-feira.

Estado de emergência

O governador da Geórgia, Brian Kemp, havia declarado estado de emergência na sexta-feira e os limpa-neves estavam trabalhando desde antes do meio-dia para limpar as estradas. 

Virgínia e Carolina do Norte também declararam estado de emergência. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A polícia da Virgínia disse no Twitter que teve que responder a quase 1 mil incidentes no domingo. “A maioria de carros danificados. Nenhuma fatalidade relatada”, reportou.

O governador da Carolina do Norte, Roy Cooper, anunciou no Twitter que, até o meio-dia de domingo, até trinta centímetros de neve havia caído em algumas áreas e que “uma formação de gelo significativa está causando problemas na parte central do estado”. O governador instou a população a fazer todo o possível para evitar o deslocamento.

Também na Carolina do Norte, a tempestade fez com que o telhado de uma residência universitária desabasse, segundo a emissora local ABC, mas não houve feridos.

O NWS informou que rajadas de neve foram registradas em Pensacola, Flórida, enquanto Atlanta (Geórgia), com o clima normalmente ameno, também recebia neve. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Algumas inundações costeiras são esperadas e o NWS alertou que os ventos na costa atlântica podem se aproximar da força de um furacão.

A neve já havia atingido o nordeste dos Estados Unidos no início deste mês. Uma tempestade deixou centenas de motoristas presos por mais de 24 horas na I-95, a rodovia interestadual que percorre toda a costa leste do país.

© Agence France-Presse

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE








Você pode gostar