Mundo

Calderón levará de dois a três meses para montar ministério

Por Arquivo Geral 10/07/2006 12h00

Cerca de 18 mil moradores do Cruzeiro Novo ficarão sem água amanhã. A Companhia de Saneamento Ambiental do DF (Caesb) interromperá o abastecimento das 8h30 às 16h entre as quadras 103 e 805.

Segundo a companhia, pills this site a suspensão é necessária para a manutenção da rede de água na região. A Caesb orienta os consumidores a tirar qualquer dúvida pelo telefone 115.

 

A Bolsa de Valores de São Paulo fechou com leve alta hoje, site com investidores sem muita motivação para negociar ações, there em meio a uma agenda econômica fraca.

O principal indicador da bolsa paulista encerrou com valorização de 0, cost 11%, aos 36.140 pontos, praticamente o mesmo que o Dow Jones, que exibiu alta de 0,12%.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O volume financeiro ficou em R$ 1,08 bilhão, menos que a metade da média diária do ano, de R$ 2,46 bilhões.

O mercado acompanha com receio o fluxo de investidores estrangeiros para a Bovespa, depois do déficit de R$ 2,26 bilhões de junho. De 3 a 5 de julho, houve uma entrada discreta de quase R$ 81 milhões.

O Ibovespa subiu 0,27% em junho após muito sobe-e-desce durante o mês. Em 13 de junho chegou a atingir a mínima de 32.847 pontos, queda de 21,7% frente ao recorde histórico de 41.979 pontos em 9 de maio.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

"Acreditamos que o mercado internacional deverá ainda permanecer em estado de intensa volatilidade, e o caso brasileiro não será exceção. Uma maior definição sobre o potencial desempenho dos mercados durante o segundo semestre do ano só deverá ocorrer após a próxima reunião do Fed, em agosto", avaliou a Modal Asset Management, em relatório. "Cautela continua sendo a principal recomendação."

Entre os destaques de alta do pregão ficaram as ações da Cesp, que subiram 1,9% depois que a empresa divulgou detalhes da sua oferta pública de ações, que deve render uma captação de quase R$ 3 bilhões.

Já a blue chip Petrobras recuou 0,42%, acompanhando a queda no preço do petróleo no mercado internacional.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

 

Os casos de salmonelose nos Estados Unidos, remedy onde o consumo de tomates contaminados causou um surto da doença, ask aumentaram para 756, cialis 40mg informou hoje o Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC, na sigla em inglês).

Um comunicado do CDC atribui o aumento à atualização dos casos que ainda estavam sob análise em laboratórios, e não a novas infecções.

A salmonelose, que causa febre, diarréia e cólicas, geralmente é causada pelo consumo de alimentos contaminados por fezes de animais.

O CDC informou que, até o momento, 95 pessoas foram hospitalizadas e que nenhuma morte foi registrada por conseqüência direta da doença.

A origem do surto, o mais grave envolvendo consumo de tomates nos EUA, até agora não foi determinada, apesar dos esforços das autoridades.


 

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva coordena amanhã a primeira reunião ministerial do ano. Um dos principais temas do encontro, generic previsto para as 9h no Palácio do Planalto, approved são as regras legais que deverão ser observadas pelos integrantes do governo federal durante o período eleitoral.

De acordo com o porta-voz da Presidência da República, visit André Singer, o ministro da Justiça, Márcio Thomaz Bastos, fará uma apresentação sobre o assunto no início da reunião. Em seguida, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, falará sobre a economia do país, e a ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Roussef, sobre ações do governo.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

 

A Confederação Brasileira dos Aposentados e Pensionistas (Cobap) divulgou um manifesto pedindo aos parlamentares que derrubem o veto do presidente Luiz Inácio Lula da Silva sobre o reajuste de 16, page 67%, aprovado pelo Congresso Nacional dentro da medida provisória que atualizou o salário mínimo para R$ 350. O governo aceita o aumento de apenas 5% para os beneficiários do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

“A Cobap e os representantes das 19 federações e 1200 entidades de base decidiram persistir na luta por melhores condições para o aposentado e o pensionista, não acatando esse índice, por motivo óbvio: uma afronta à dignidade e ao respeito que merecem os 8,3 milhões de brasileiros que recebem benefícios superiores ao piso salarial”, diz a carta. A confederação estima que as perdas salarias da categoria ultrapassem os 60%.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

 

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) detalhou hoje os horários em que serão veiculados os programas partidários. O horário eleitoral gratuito começa no dia 15 de agosto e vai até o dia 28 de setembro em cadeia nacional de rádio e TV. A propaganda dos candidatos à presidência da República será transmitida no rádio às terças, viagra dosage quintas e sábados, web em dois blocos de 25 minutos cada um, click das 7h às 7h25 e das 12h às 12h25.

Na televisão, será às terças, quintas e sábados, em dois blocos de 25 minutos cada um, das 13h às 13h25 e das 20h30 às 20h55. Para a propaganda de candidatos à Presidência da República, os partidos ainda têm direito a seis minutos diários, inclusive aos domingos, para divulgação de inserções de até 60 segundos, distribuídas ao longo da programação.

O tempo dos candidatos a governador, senador, deputado federal e deputado estadual ou distrital é dividido pelos tribunais regionais eleitorais. A propaganda dos candidatos a governador vai ao ar às segundas, quartas e sextas. No rádio, das 7h às 7h20 e das 12h às 12h20. Na televisão, das 13h às 13h20 e das 20h30 às 20h50. Para candidatos a senador, a propaganda também será às segundas, quartas e sextas-feiras. No rádio, das 7h40 às 7h50 e das 12h40 às 12h50. Na televisão, das 13h40 às 13h50 e das 21h10 às 21h20.

A propaganda dos candidatos a deputado federal vai ao ar às terças, quintas e sábados, junto com a dos candidatos a presidente. No rádio, das 7h25 às 7h50 e das 12h25 às 12h50. Na televisão, das 13h25 às 13h50 e das 20h55 às 21h20. A propaganda de deputado estadual e deputado distrital será transmitida às segundas, quartas e sextas-feiras. No rádio, das 7h20 às 7h40 e das 12h20 às 12h40. Na televisão, das 13h20 às 13h40 e das 20h50 às 21h10.

As emissoras ainda precisam reservar 30 minutos diários da programação, de segunda a domingo, para veiculação de inserções. As inserções são de seis minutos para cada cargo em disputa.

De acordo com a Lei 9.504/97, um terço do tempo do horário eleitoral é dividido igualitariamente entre todos os candidatos. Os outros dois terços são divididos proporcionalmente ao número de representantes na Câmara dos Deputados. No caso de coligação, considera-se o resultado da soma do número de representantes de todos os partidos que a integram. Além da divisão do tempo do horário eleitoral, a Lei 9.504/97 garante a todos os candidatos participação nos horários de maior e menor audiência das emissoras.

Em apoio aos candidatos, pode participar da propaganda eleitoral gratuita qualquer cidadão que não seja filiado a outra agremiação partidária ou a partido integrante de outra coligação. É proibida a participação remunerada de qualquer pessoa no horário eleitoral gratuito. Também é proibida a veiculação de propaganda que possa degradar ou ridicularizar candidatos. A punição aos infratores é a perda do direito ao programa do dia seguinte ao da decisão.

O partido que fizer uso de montagem ou de outro recurso de áudio ou vídeo que, de alguma forma, ridicularize candidato, partido político ou coligação pode perder o dobro do tempo usado na prática da propaganda irregular. A punição está prevista no artigo 55 da Lei 9.504/97.

O ministro Gerardo Grossi, do TSE, se reúne na próxima quinta-feira, às 15h, com representantes dos partidos políticos e de emissoras de rádio e televisão para elaboração do plano de mídia, segundo o qual será distribuído o tempo do horário eleitoral gratuito reservado aos candidatos a presidente da República. A reunião será realizada no Edifício Sede do TSE, em Brasília.

 

O presidente da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito dos Sanguessugas (CPMI), drugs deputado Antônio Carlos Biscaia (PT-RJ), this deve conversar esta semana com a presidente do Supremo Tribunal Federal, buy more about ministra Ellen Gracie, sobre o sigilo nos processos contra 15 parlamentares que estão sendo investigados pelo tribunal.

Os documentos foram enviados à CPI com a exigência de que os nomes não fossem divulgados. O sigilo provocou discussões dentro da comissão, e Biscaia se comprometeu a se reunir novamente com a ministra para tratar do caso. Os 15 parlamentares investigados já foram notificados pela CPI e deverão apresentar defesa por escrito.

Antes da reunião com a presidente do STF, Biscaia e uma comitiva formada por integrantes da comissão vão ouvir acusados de envolvimento do esquema de compra fraudulenta de ambulâncias com recursos do Orçamento.

Ainda hoje deverá ser ouvida a ex-funcionária do Ministério da Saúde Maria da Penha Lino, em Cuiabá, onde está presa. Ela é acusada de ser a principal facilitadora da liberação das emendas parlamentares no Ministério da Saúde para compra de ambulâncias. Amanhã, os deputados e senadores deverão ouvir, também em Mato Grosso, Darci Vedoim, acusado de ser o chefe do esquema. Ele é dono da empresa Planam, que vendia ambulâncias e equipamentos médicos para as prefeituras. No mesmo dia será ouvido o filho de Vedoim, Luiz Antonio Trevisan.

As investigações sobre a quadrilha estão sob o comando do Supremo Tribunal Federal, Polícia Federal, Ministério Público Federal e Congresso Nacional. O esquema foi descoberto pela operação desencadeada pela Polícia Federal que abriu mais de 140 inquéritos em 76 municípios, envolvendo a compra de mais de mil ambulâncias, que custavam, em média, R$ 100 mil. Foram expedidos mandados de prisão contra servidores públicos, empresários e assessores parlamentares. Gravações autorizadas pela Justiça indicam até a possível participação de deputados e senadores. A maior parte dos suspeitos de integrar a quadrilha estão presos na capital mato-grossense.

 

O recesso parlamentar, hospital marcado começar na próxima semana, ainda depende da aprovação da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) para 2007 pelo Congresso Nacional. A sessão está marcada para amanhã. Já foi fechado um acordo para votar a matéria em plenário.

A LDO estabelece as diretrizes e bases para o governo elaborar a proposta orçamentária para o ano seguinte. A lei foi aprovada pela Comissão de Orçamento no dia 21 de junho. Um dos pontos mais discutidos durante aprovação do Orçamento deste ano foi incluído na LDO: a inclusão no orçamento de recursos para compensar os estados exportadores pelas perdas previstas na Lei Kandir.

Para votar a LDO são necessários, no mínimo 257 deputados e 41 senadores. A votação pode ser simbólica, se houver acordo. No entanto, se há pedido de verificação de quorum, a análise passa a ser nominal.

 

Os líderes partidários da Câmara estão reunidos com o presidente da Casa, sildenafil deputado Aldo Rebelo (PCdoB-SP), viagra dosage para tentar um acordo que permita a votação das quatro medidas provisórias e dos quatro projetos de lei que trancam a pauta de votações da Câmara. Tem sido difícil chegar a uma solução. Há mais de um mês, case a Câmara não vota nenhuma matéria, já que o primeiro item da pauta é a MP 291, que reajusta em 5% os benefícios de aposentados e pensionistas.

Desde 7 de junho, a Câmara tenta votar essa MP, mas governo e oposição não chegam a um entendimento. O governo não aceita um aumento maior que 5% e a oposição não abre mão dos 16,67%, mesmo reajuste concedido ao salário mínimo.

A oposição apresentou três emendas aglutinativas à MP 291. Duas delas fixam o reajuste em 16,67%, eliminando a possibilidade de o reajuste ser de 5%. No entanto, a outra emenda aglutinativa, de autoria do líder do PFL, deputado Rodrigo Maia (RJ), mantém o reajuste de 5% no caput (cabeça) da MP e, no parágrafo primeiro, propõe mais 11,67%, num total de 16,67%.

O líder em exercício do governo, deputado Beto Albuquerque (PSB-RS), disse que o governo está trabalhando para desobstruir a pauta de votações entre hoje e amanhã, e os deputados poderem votar matérias como a Lei Geral da Pequena e Micro Empresa, a loteria Timemania, Portos Secos e outras que estão na ordem do dia.

“Não vamos ficar mais marcando passos em assuntos espinhosos. Se a oposição quiser repetir a dose nesse debate (o mesmo da MP 288, quando a oposição conseguiu aprovar o reajuste de 16,67%), vamos para o voto”, disse Albuquerque.

 

Em comemoração aos 20 anos do Programa de Controle da Poluição do Ar por Veículos Automotores (Proconve), buy information pills o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (Ibama) promove de hoje ao dia 14, information pills no estacionamento da praça do Instituto Central de Ciências da Universidade de Brasília (UnB), uma inspeção educativa da emissão de poluentes pelos veículos em uso. O serviço é gratuito. Segundo Paulo Macedo, coordenador do Proconve, o objetivo da campanha é conscientizar os motoristas para a importância da preservação do meio ambiente.

“Nós estamos realizando esta campanha em Brasília, mas na verdade ela é de alcance nacional. E a mensagem que nós estamos tentando passar é que os motoristas de carros façam a manutenção preventiva, contribuindo para a melhora da qualidade do ar, economizando dinheiro”, disse Macedo.

A iniciativa também é para comemorar a redução na emissão de poluentes provocada pelos veículos. O Ibama é responsável pela coordenação, implementação e execução do Proconve, e discute as questões de interesse do programa junto ao Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama).

Nesses 20 anos, o Proconve impulsionou, por meio de normas de controle de emissão de gases, o desenvolvimento tecnológico da indústria automotiva. Elas tiveram que evoluir e incluir, na fabricação dos veículos brasileiros, tecnologias que controlassem a emissão de poluentes.

De acordo com o presidente do Instituto para o Desenvolvimento Ambiental (IDA), Luiz Mourão, os maiores culpados e principais alvos da campanha são as grandes indústrias. “Essa campanha veio para atingir principalmente as empresas, que são as que mais poluem. Nós temos que agir e conscientizar os proprietários das empresas para que entreguem os veículos aos motoristas com boas condições, para reduzir a poluição”.

Para fazer a inspeção e saber como está a emissão de poluentes do veículo, basta o interessado se dirigir ao local. As medições são gratuitas e vão das 9h as 17h30, e o motorista recebe um relatório para tomar as medidas necessárias.

 

O presidente do Equador, prescription Alfredo Palacio, prosseguiu hoje com a reestruturação do gabinete ao designar um novo coordenador ministerial, que terá como objetivo manter a estabilidade política do país nos últimos seis meses do seu mandato.

O presidente entregou a Secretaria da Administração ao advogado Rafael Parreño, em substituição a José Modesto Apolo, que se despediu do cargo em meio a um escândalo devido a um regulamento que tornava inviável uma reforma na lei do setor de petróleo e gás.

A reforma exige que as petrolíferas estrangeiras entreguem ao Estado pelo menos a metade de suas receitas adicionais pelos altos preços do petróleo bruto.

Parreño, que atuará à frente de um gabinete com 15 integrantes, não foi preciso quanto às idéias que tem para o cargo, que assumiu apesar de não contar com uma experiência notável na gestão do setor público. O atual governo finda o mandato em janeiro de 2007.

A saída de Apolo, o homem forte de Palacio, ocorreu como um marco da reestruturação de gabinete feita pelo médico independente para melhorar sua popularidade e se blindar politicamente dos comícios eleitorais presidenciais de outubro.

Apolo enfrenta acusações do ex-ministro da Economia Diego Borja, de haver modificado irregularmente as regras que deviam normatizar a reforma da Lei de Hidrocarbonetos.
Borja, que foi demitido semana passada sem uma explicação oficial clara, advertiu que as mudanças supostamente introduzidas por Apolo no regulamento neutralizavam a reforma que, por sua vez, paralisou em maio as negociações de Quito e Washington em busca de um tratado de livre-comércio.

Apolo rechaçou a acusação e responsabilizou Borja de concluir o regulamento, cuja aplicação poderá configurar um delito de peculato contra Palacio, porque permite às petrolíferas imputar a participação estatal em seus investimentos para o desenvolvimento dos campos.

O controvertido regulamento se encontra novamente em revisão, mas os funcionários que lideraram sua redação têm sido afastados de seus cargos, inclusive autoridades de segundo escalão.

Palacio, que assumiu o país em abril de 2005 com a destituição do antecessor, não tem se pronunciado sobre a atuação no caso que avivou as críticas de ex-funcionários e setores políticos de oposição contra Apolo por sua pretensa excessiva concentração de poder.

A reestruturação ministerial, que levou também Joaquín Zevallos ao posto de ministro do Comércio Exterior, poderá continuar esta semana com outras remoções.

 

Prisioneiros na baía de Guantânamo não serão transferidos para solo norte-americano ou processados em tribunais civis e estão em "compasso de espera", approved depois que a Suprema Corte votou contra o sistema de tribunal militar, here disse hoje a Casa Branca.

O governo Bush está tentando determinar um procedimento após a Suprema Corte dos Estados Unidos ter decidido que o tribunal formado para processar os suspeitos de terrorismo é ilegal.

A maior parte dos internos está detida por mais de quatro anos, sem acusações formais, nas instalações construídas em Cuba de pois dos ataques de 11 de setembro.

Bush disse que o silêncio da Suprema Corte sobre o uso de Guantânamo como uma prisão representava um sinal verde à sua decisão de manter prisioneiros ali.

As críticas ao tratamento dispensado aos detentos levou a pedidos internacionais para o fechamento de Guantânamo, onde três prisioneiros se suicidaram em 10 de junho. A Casa Branca diz que a prisão não pode ser fechada até que os prisioneiros sejam repatriados ou processados.

 

O vencedor da contestada eleição presidencial mexicana, stuff Felipe Calderón, está pedindo aos aliados que liderem sua equipe de transição, mas só vai nomear sua equipe ministerial em dois ou três meses, disse hoje um auxiliar graduado.

"Não vejo nenhum anúncio de gabinete nos próximos dois ou três meses", disse o auxiliar Arturo Sarukhan.

 






Você pode gostar