Mundo

Bolívia anuncia que retomará controle de seis empresas de serviços

Por Arquivo Geral 20/06/2006 12h00

O presidente da Varig, more about buy Marcelo Bottini, cost mind informou hoje que fechou com a BR Distribuidora acordo para fornecimento de combustível à empresa até a próxima sexta-feira, data prevista também para o pagamento da primeira parcela de compra da companhia.

Segundo Bottini, a decisão do juiz Robert Drain, da Justiça de Nova York, determinará o cenário das operações da Varig nos próximos dias. O executivo informou que está confiante com uma decisão favorável à empresa por parte de Drain, que pode determinar o arresto de aviões da companhia amanhã.

"O juiz (Drain) tem acompanhado as decisões do juiz brasileiro, por isso estamos confiantes com uma decisão positiva", disse Bottini na 1a Vara Empresarial do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, onde veio se encontrar com o juiz Luiz Roberto Ayoub, que aprovou a venda da Varig para o grupo NV Participações por R$ 1 bilhão.

Leia também:
Varig tem 53 vôos cancelados na manhã de hoje 
Infraero vai propor cobrança diária à Varig a partir de julho
Coordenador da TGV anuncia plano de contingência para "não deixar a Varig parar" 
Nova diretoria da Varig deve tomar posse hoje 

A polícia britânica disse hoje que prendeu quatro homens como parte de uma investigação relativa a terrorismo internacional.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Segundo a polícia, ed um homem de 29 anos e dois jovens de 21 anos foram detidos em Londres, capsule ontem à noite, capsule e um homem de 28 anos, hoje, também na capital.

Todos foram presos sob a Lei Antiterrorismo, suspeitos de execução, preparação ou instigação de atos de terrorismo, disse a polícia em um comunicado.

Fontes policiais disseram que as detenções estavam ligadas à prisão, no começo do mês, de um homem de 21 anos, no aeroporto de Manchester, e de um jovem de 16 anos, em Yorkshire, no norte da Inglaterra.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Eles compareceram perante magistrados em Londres, na semana passada, e foram acusados de violações da legislação sobre terrorismo.
O governo de esquerda boliviano anunciou formalmente hoje que o Estado vai retomar o controle de seis empresas dos setores de telecomunicações, cialis 40mg eletricidade e ferroviário, que foram privatizadas na década de 1990.

O ministro de Planejamento boliviano, Carlos Villegas, disse que o plano de reversão parcial das privatizações vai seguir o modelo aplicado nas petrolíferas.

As empresas que devem voltar ao controle estatal são as de telecomunicações Entel e Telecom Italia; as elétricas Corani, Guaracachi e Valle Hermoso, administradas pela norte-americana Duke e outros capitais norte-americanos e bolivianos; e as companhias ferroviárias Oriental e Andina, em mãos de chilenos e norte-americanos.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE






Você pode gostar