Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Economia

Vendas no varejo recuam 1,3% em dezembro ante novembro, diz IBGE

A projeção mais otimista era alta de 0,4%, e a mediana das estimativas apontava queda de 0,2% nas vendas do varejo de dezembro

As vendas do comércio varejista caíram 1,3% em dezembro ante novembro, na série com ajuste sazonal, informou nesta quarta-feira, 7, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O resultado ficou bem abaixo da estimativa mais pessimista colhida pelo Projeções Broadcast, de queda de 0,6%. A projeção mais otimista era alta de 0,4%, e a mediana das estimativas apontava queda de 0,2% nas vendas do varejo de dezembro.

Na comparação com dezembro de 2022, sem ajuste sazonal, as vendas do varejo tiveram alta de 1,3% em dezembro de 2023. Nesse confronto, as projeções iam de uma elevação de 1,5% a 5,5%, com mediana positiva de 2,9%.

As vendas do varejo restrito acumularam crescimento de 1,7% no ano de 2023 em comparação ao ano anterior. As projeções iam de aumento de 1,6% a 2,1%, com mediana positiva de 1,8%.

Quanto ao varejo ampliado – que inclui as atividades de material de construção, veículos e atacado alimentício -, as vendas caíram 1,1% em dezembro ante novembro, na série com ajuste sazonal. O resultado veio abaixo do apontado na mediana das estimativas colhidas pelo Projeções Broadcast, de alta de 0,3%. O intervalo de projeções ia de queda de 0,5% a alta de 1,8%.

Na comparação com dezembro de 2022, sem ajuste, as vendas do varejo ampliado ficaram estáveis em dezembro de 2023. Nesse confronto, as projeções variavam de uma elevação entre 1,5% e 5,7%, com mediana positiva de 3,1%.

As vendas do comércio varejista ampliado acumularam alta de 2,4% no ano de 2023. As estimativas variavam de alta de 2,3% a 2,9%, com mediana positiva de 2,7%.

Estadão Conteúdo

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE






Você pode gostar