Economia

Fitch ajuda e dólar recua um dia antes de decisão do Fed

Por Arquivo Geral 28/06/2006 12h00

O cenário externo mostrou-se favorável um dia antes da decisão do Federal Reserve sobre o juro norte-americano e permitiu que o dólar fechasse em queda de 0, page more about 72% hoje, cialis 40mg a R$ 2,221.

A melhora na classificação de risco do Brasil pela Fitch Ratings também reforçou o otimismo do mercado brasileiro, mas a cautela ainda pairou sobre os investidores, reduzindo o volume de negócios.

"O mercado está volátil, todo mundo olhando o que vai acontecer com a taxa de juro nos Estados Unidos amanhã", resumiu João Medeiros, diretor de câmbio da Pioneer Corretora.

O diretor explicou que o mercado já precificou uma elevação de 0,25 ponto percentual na taxa, mas lembrou que alguns investidores não descartam um ajuste de 0,5 ponto – o que, se for confirmado, pode trazer mais nervosismo.

"Aqui, nós continuamos com forte volume de reservas, o superávit (comercial) permanece… vamos depender do que vai acontecer lá fora", acrescentou o diretor.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O Fed anuncia sua decisão sobre o juro amanhã à tarde, e a principal expectativa é sobre o comunicado que o BC norte-americano divulga depois da reunião, que pode dar sinais sobre movimentos futuros.

Caso o comunicado não aponte uma tendência firme para o juro como o da reunião de maio, as incertezas e turbulências do mercado devem continuar, afirmaram analistas.

No campo externo, as bolsas de valores norte-americanas operavam em alta nesta tarde, enquanto o risco Brasil recuava dez pontos, a 258 pontos. O dólar registrava leve avanço frente a outras moedas, com apostas de que o juro nos EUA poderá subir além do esperado amanhã.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

De acordo com Francisco Carvalho, gerente de câmbio da corretora Liquidez, a cautela antes do Fed impediu que o real se valorizasse ainda mais depois da melhora na classificação do Brasil.

A Fitch elevou a classificação de dívida soberana do Brasil de longo prazo em moeda estrangeira para "BB", frente à nota anterior de "BB-". "Saiu a notícia boa, foi pontual, mas o mercado realmente vai aguardar amanhã e o que o Fed vai falar", disse o gerente.

 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE






Você pode gostar