Menu
Brasil

Triplistas brasileiros de olho em rivais cubanos em Belém

Arquivo Geral

19/05/2007 0h00

A disputa do salto triplo será um dos principais atrativos do GP Brasil de atletismo, que acontece a partir das 8h30 deste domingo, em Belém-PA. A prova já prometia ser das mais importantes da competição, e ganhou proporções ainda maiores após a chegada dos atletas cubanos, na noite de sexta-feira.


 


A delegação centro-americana foi a última dentre as estrangeiras a confirmar presença, o que não significa que haverá descanso para os nomes que desembarcaram na capital paraense. Osniel Tosca e Yoandri Betanzos prometem esquentar a briga entre os triplistas no Estádio Olímpico do Pará, embora os brasileiros Jadel Gregório, Jefferson Sabino e Leonardo Elisiário não pareçam ter medo dos rivais.


 


“Assim a prova fica muito mais forte”, garantiu Jadel, antes de seu terceiro treinamento para a prova, neste sábado. “Cuba mantém uma forte escola de triplistas”, observou Nelson Prudêncio, ex-recordista mundial e medalhista olímpico, que acompanha o GP de Belém.


 


A dupla terá muito o que observar no desempenho dos rivais. Osniel tem a marca de 17,52 m nos Jogos da Alba deste ano, enquanto Yoandri tem no currículo as medalhas de ouro nos Jogos Pan-americanos de Santo Domingo, em 2003, e na Final Mundial de Stuttgart, em 2006.


 


Em compensação, o Brasil também terá suas cartas na manga. Além de Jadel, vice-líder do ranking mundial do salto triplo, a delegação nacional terá ainda Jefferson Sabino, vencedor da prova em 2006, e Leonardo Elisário, campeão do GP Rio deste ano. Ao todo, serão 75 brasileiros e 70 estrangeiros em Belém, em 17 provas.

    Você também pode gostar

    Assine nossa newsletter e
    mantenha-se bem informado