Menu
Brasil

Private Key: PF desmantela organização suspeita de aplicar golpe em Prefeitura e na Caixa Econômica Federal

Os alvos da operação estão distribuídos em Brasília, Águas Lindas de Goiás (GO) e Santa Luzia (MG)

João Victor Rodrigues

03/04/2024 7h32

Foto: PF

A Polícia Federal (PF) deflagrou nesta quarta-feira (3) a Operação Private Key, visando uma organização criminosa suspeita de aplicar golpes contra a Prefeitura de Telêmaco Borba (PR) e a Caixa Econômica Federal.

O valor desviado das contas da prefeitura ultrapassa os R$ 6,5 milhões. Os criminosos utilizaram contas bancárias de “laranjas” para distribuir e converter o dinheiro em criptomoedas.

A operação mobiliza mais de 30 policiais, que cumprem quatro mandados de prisão, 11 de busca e apreensão, 51 mandados de sequestro, arresto e bloqueio, além de nove mandados de sequestro de criptoativos (MSAB).

A investigação revela que os criminosos, utilizando sofisticadas técnicas de hackeamento, criaram um site falso para roubo de credenciais (phishing scam). Através desse site, conseguiram induzir um servidor da Prefeitura de Telêmaco Borba a fornecer suas informações de login e senha, que foram então utilizadas para acessar o sistema GovConta do município.

    Você também pode gostar

    Assine nossa newsletter e
    mantenha-se bem informado