Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Brasil

MPF instaura procedimento investigatório sobre condutas em operação policial

O MPF recebeu previamente um ofício da Polícia Rodoviária Federal informando sobre a ação policial para o cumprimento de mandados

Foto: Mauro Pimentel/ AFP

Foi instaurado, nesta terça-feira (24), um procedimento investigatório criminal para apurar condutas e responsabilidades de agentes policiais federais que atuaram na operação na Vila Cruzeiro, Complexo da Penha, no Rio de Janeiro. O processo se dá pelo Ministério Público Federal (MPF).

A ação foi realizada em conjunto com o Batalhão de Operações Especiais (Bope) da Polícia Militar do Rio de Janeiro e teve como resultado a morte de pelo menos 15 pessoas.

O MPF recebeu previamente um ofício da Polícia Rodoviária Federal informando sobre a ação policial para o cumprimento de mandados de prisão e desarticulação de organizações criminosas.

Diante dos fatos ocorridos durante a operação, o MPF requereu, em caráter de urgência, informações sobre o efetivo dos agentes que participaram da operação conjunta; a qualificação completa destes agentes, bem como cópia de suas respectivas fichas funcionais; o relatório final da operação realizada na data de hoje, bem como informações detalhadas sobre o cumprimento dos mandados de prisão expedidos pela 1ª Vara Criminal da Regional Madureira, encaminhando o número da ação penal, do respectivo Inquérito Policial e cópia dos mandados de prisão expedidos; e o local da realização do briefing e cópia da ordem de serviço relacionada a operação policial.

*Com informações do Ministério Público Federal








Você pode gostar