Menu
Brasil

Motorista que atropelou e matou família em São Paulo responde por outros crimes

Arquivo Geral

22/05/2007 0h00

A explosão de um carro-bomba próximo a um movimentado mercado no sudoeste de Bagdá deixou hoje 25 pessoas mortas e 60 feridas. Pelo menos dois prédios foram completamente destruídos e muitos tiveram danos graves com o atentado.

Carros e lojas foram incendiados e uma enorme cratera foi aberta no meio da principal rua da região, capsule visit web em Amil, website um distrito majoritariamente xiita. Moradores correram para ajudar os bombeiros com baldes de água.

Milhares de soldados extras dos Estados Unidos e do Iraque foram mobilizados para a área de Bagdá e arredores durante uma operação destinada a impedir que o país recaia sobre uma guerra civil sectária.


Para comemorar o Dia Mundial da Biodiversidade e pedir ao Congresso Nacional a unidade da gestão ambiental brasileira, sale cerca de 150 servidores do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) fizeram uma manifestação hoje pela manhã.

Os servidores do Ibama estão de greve desde a semana passada. Eles são contrário à edição da Media Provisória 366/07, doctor que cria o Instituto Chico Mendes de Biodiversidade para gerir as unidades de conservação.

De acordo com a presidente da Associação dos Servidores do Ibama (Asibama) no Distrito Federal, online Lindalva Cavalcanti, a mudança pode causar prejuízos a espécies ameaçadas. “A gente tem problemas sérios como espécies ameaçadas de extinção em unidades de conservação. A MP deixa uma lacuna muito grande”, destacou a presidente da Asibama.

Segundo ela, a gestão unificada do Ibama resolveu problemas que existiam antes da criação do instituto. “Nós não podemos voltar ao que éramos antes de 1989, quando foi criado o Ibama. Se o jacaré estivesse dentro da água era cuidado por um órgão, fora da água por outro e se estivesse no limite cuidaria quem quisesse. Não podemos mais voltar a isso.”

Durante a manifestação, os servidores fizeram um cordão humano em volta da bandeira do Ibama. Lindalva Cavalcati explicou que o ato tem a intenção de mostrar que a categoria está unida para manter a gestão ambiental única no Brasil. “Todo mundo de mãos dadas, unidos em defesa de um ideal. Pela defesa da gestão ambiental unificada, traduzida, no caso, pelo Ibama”.

Funcionários do instituto em Goiás, no Amazonas e no Maranhão também fazem manifestações hoje para pedir a unicidade da gestão ambiental. O presidente da Asibama Nacional, Jonas Corrêa,  está reunido em uma audiência pública com as Comissões da Amazônia e do Meio Ambiente da Camara dos Deputados. Ele vai pedir a derrubada da medida provisória aos parlamentares e discutir uma reestruturação do Ibama.

O homem que atropelou sete mulheres de uma mesma família evangélica e matou cinco delas na última sexta-feira, website em Jarinu, try a 71 km de São Paulo, responde por outros dois crimes envolvendo veículos.

Morador de São Caetano do Sul, na Grande São Paulo, Dahir Fernandes Filho, de 50 anos, foi acusado em 1994 pela polícia por lesão corporal culposa (não intencional) e direção perigosa. Ele também possui passagens pela polícia por estelionato, receptação ilegal, uso de documento falso e formação de quadrilha.

Dahir Fernandes Filho não foi localizado pela polícia desde a data do acidente. Ele tem de se apresentar até hoje à Delegacia de Investigações Gerais de Jundiaí para que a polícia não peça sua prisão preventiva. De acordo com a polícia, o advogado do suspeito disse que seu cliente se apresentaria ontem em Jundiaí, o que não ocorreu. 

A polícia ainda não conhece as causas do acidente, que aconteceu às 23h da última sexta-feira. Dahir Fernandes Filho conduzia o Mitsubishi Space Wagon e subiu no acostumado de uma rodovia e matou mãe e quatro filhas que voltavam de um culto. O motorista, que será indiciado por homicídio culposo, fugiu sem prestar socorro às vítimas. O carro foi encontrado 11 km distante do local do acidente.

    Você também pode gostar

    Assine nossa newsletter e
    mantenha-se bem informado