Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Brasil

Minha mãe e meu pai foram levados no mesmo dia por uma ambulância, diz professora

Depoimento de Diana Hass, de 35 anos, professora de Marketing, filha de Jane Willrich Haas, de 64 anos, e Nilton Haas, de 67 anos

Foto: Agência Brasil

Depoimento de Diana Hass, de 35 anos, professora de Marketing, filha de Jane Willrich Haas, de 64 anos, e Nilton Haas, de 67 anos, ambos internados em hospitais diferentes no Rio Grande do Sul.

“Os dois vivem em Canela (na Serra Gaúcha) e se infectaram juntos. Foram alguns dias de idas e vindas no hospital, como não tinha vaga eles eram medicados e voltavam para casa. A situação foi se agravando, até que minha mãe acabou sendo levada de casa por uma ambulância. No mesmo dia, à noite, meu pai foi levado.

Nessa hora, minha mãe estava sendo transferida para internação em Novo Hamburgo, e está em leito convencional, na Unimed. Meu pai foi para UTI em Porto Alegre, onde encontraram vaga. Então, um não sabe do outro.

Recebo ligações todos os dias com o boletim médico. Os dois estão em situação estável. Decidi expor isso que estou enfrentando nas redes sociais, mesmo sendo muito dolorido, porque são os dois, pai e mãe, e é uma história real.

Estou compartilhando justamente para que as pessoas possam pensar, mudar suas atitudes. Porque essa doença deixa a gente sozinho, eles lá… sem um saber do outro e nem como será. E eu aqui, sozinha, na espera de uma ligação por dia.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

São 24 horas sem nenhuma notícia e quando o telefone toca é aquela tensão. Hoje (sábado, 27 de fevereiro) é aniversário do meu pai. Eles disseram que iriam cantar parabéns. Tento pensar que nesse momento eles estão na melhor situação possível. Estão em um leito, é preciso ser grata por isso. E que, realmente, não posso fazer nada, não tem nada que ajude. Nessa hora não tem dinheiro, nem ninguém ou nada que resolva.

E eu, que tanto me posicionei sobre a pandemia, pedindo que todos ficassem em casa, agora estou nessa situação, vivendo depois de quase um ano o que mais temia. Acho que por isso que também decidi compartilhar com as demais pessoas.

Estadão conteúdo

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE






Você pode gostar