Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Brasil

Helicóptero com 278 quilos de cocaína cai na região do Pantanal, em Mato Grosso

O aparelho caiu em uma fazenda, em área atingida recentemente por um incêndio florestal. Nenhum ocupante do helicóptero foi localizado

Operação Pantanal 2, combate ao incêndio na região

Um helicóptero que levava quase 300 quilos de cocaína caiu na região do Pantanal, município de Poconé, em Mato Grosso, neste domingo, 1º. A aeronave, modelo Robinson R-44, foi encontrada em operação da Polícia Federal (PF) de combate ao tráfico internacional de drogas, com apoio do Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer). O aparelho caiu em uma fazenda, em área atingida recentemente por um incêndio florestal. Nenhum ocupante do helicóptero foi localizado.

A droga, que pesou 278,5 kg, avaliada em quase R$ 7 milhões, estava acondicionada em malotes que ficaram espalhados ao redor do aparelho acidentado. Na queda, o helicóptero tombou. Agentes da PF, com apoio da Polícia Militar do Mato Grosso, vasculharam um raio de 10 km e não encontraram o piloto do helicóptero ou outros suspeitos do tráfico. Também não foram achados vestígios de pessoas feridas.

O aparelho, com capacidade para quatro pessoas, incluindo o piloto, é avaliado em R$ 425 mil. De acordo com a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), o helicóptero está registrado em nome de Ronney José Barbosa Sampaio, um policial civil do Distrito Federal. A reportagem entrou em contato com Ronney, mas ele não havia retornado até a publicação. Ao G1, o policial disse que vendeu o helicóptero em maio deste ano a uma pessoa de Mato Grosso do Sul. No entanto, o comprador não teria feito a transferência para seu nome.

A PF informou que o helicóptero se acidentou em uma rota do tráfico internacional de drogas que vinha sendo monitorada, com apoio da Força Aérea Brasileira (FAB) e do Grupo Especial de Segurança na Fronteira (Gefron). Carregamentos de cocaína embarcados em países vizinhos adentram o país em voos clandestinos. A droga foi levada à superintendência da Polícia Federal de Mato Grosso, em Cuiabá, que vai investigar o caso.

No sábado, 31, a operação da PF, com apoio do Gefron e da FAB, apreendeu uma aeronave modelo Cessna com 324 quilos de cocaína, na região de Colniza, em Mato Grosso. O avião foi interceptado quando fazia um voo clandestino entre Machadinho D’Oeste, em Rondônia, e o distrito de Guariba, na cidade mato-grossense. O Cessna pousou em uma pista localizada no meio da floresta e o piloto conseguiu fugir em meio à mata. A droga e a aeronave foram levadas para a superintendência da PF.

Estadão Conteúdo

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE






Você pode gostar