Brasil

Heineken tira R$ 4,5 milhões do marketing do Rock in Rio para ajudar no combate à Covid-19

Segundo a cervejaria, o dinheiro será usado para instalar quatro usinas de oxigênio e fornecer equipamentos para 40 hospitais filantrópicos

Foto: Agência Brasil

Joana Cunha
São Paulo, SP

A Heineken vai tirar R$ 4,5 milhões do orçamento de marketing que seria direcionado ao Rock in Rio de 2021 para investir nos esforços de combate ao coronavírus. A ação vai ser feita em parceria com o BNDES, que promete colocar uma doação com o mesmo valor para a causa.

Segundo a cervejaria, o dinheiro será usado para instalar quatro usinas de oxigênio e fornecer equipamentos para 40 hospitais filantrópicos.

A participação do BNDES acontece por meio do projeto “Salvando Vidas”, em que o banco se compromete a dobrar valores destinados ao apoio à linha de frente do enfrentamento à Covid-19.

A nona edição do Rock in Rio aconteceria em setembro e outubro deste ano, mas foi adiada para 2022 por causa do agravamento da pandemia.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

As informações são da Folhapress






Você pode gostar