Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Brasil

Falha em subestação provocou apagão no Rio e em Minas, diz Furnas

A Enel Distribuição Rio informou que a falha causou interrupção no fornecimento de energia em partes de diversas regiões

Por FolhaPress 19/09/2021 1h56
Foto: Marcello Casal jr/Agência Brasil

Italo Nogueira

Uma falha na subestação de Rocha Leão, em Rio das Ostras (RJ), causou o apagão que atingiu cidades do Rio de Janeiro e Minas Gerais, afirmou Furnas neste domingo (19). De acordo com a estatal, a falha ocorreu às 21h21.

O restabelecimento total da energia demorou uma hora. “As proteções atuaram corretamente para isolamento da falha, causando o desligamento de todos os equipamentos dessa subestação. A equipe técnica de Furnas prontamente iniciou os procedimentos para o restabelecimento do fornecimento para a distribuidora. A empresa está analisando as causas do ocorrido”, afirmou a empresa, em nota.

A Enel Distribuição Rio, uma das concessionárias de energia que atende o estado do Rio, informou que a falha causou interrupção no fornecimento de energia em parte da região dos Lagos e em cidades como Macaé, Cantagalo e Teresópolis.

O apagão durou cerca de uma hora, segundo a Enel. O fornecimento foi normalizado para todos os clientes às 22h32, segundo informou a concessionária. A falta de energia também atingiu cidades da Zona da Mata de Minas Gerais. A Energisa, concessionária que atende cidades no Rio e em Minas, informou que instabilidades no sistema de sua supridora de energia foram responsáveis por interrupções de energia em Nova Friburgo (RJ) e municípios mineiros.

Segundo a empresa, a situação já foi normalizada em 100% dos municípios impactados. A Cemig, que atende a municípios em Minas Gerais, confirmou que houve falta de energia nos municípios de Estrela D’Alva e Volta Grande, na Zona da Mata. A interrupção começou às 21h21, e o fornecimento foi inteiramente normalizado às 21h45. “As causas da interrupção estão sendo apuradas pelos órgãos responsáveis”, informou a Cemig, que adiantou que a falta de energia foi motivada por uma ocorrência externa ao sistema da empresa.

O ONS (Operador Nacional do Sistema Elétrico) não havia se manifestado sobre as causas até a conclusão deste texto.
O país passa por uma crise no setor de energia. A falta de chuvas deixou os reservatórios das hidrelétricas em seu pior nível em 91 anos e tem forçado o governo a tomar medidas para afastar o risco de racionamento.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE








Você pode gostar