Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Brasil

Babá de Henry é investigada por falso testemunho

A babá Thayna de Oliveira Ferreira admitiu que mentiu no depoimento prestado na delegacia em 24 de março. Nessa oportunidade, ela disse que o Dr. Jairinho e família viviam em harmonia

O assassinato do anjinho Henry Borel

Nesta terça-feira (4), foi determinado a abertura de um inquérito para investigar o possível rime de falso testemunho cometido pela babá do menino Henry Borel, morto no dia 8 de março.

A babá Thayna de Oliveira Ferreira admitiu que mentiu no depoimento prestado na delegacia em 24 de março. Nessa oportunidade, ela disse que o Dr. Jairinho e família viviam em harmonia, sem brigas.

Na última segunda-feira (3), a mãe do menino, a professora Monique Medeiros da Costa e Silva, e o namorado dela, o médico e vereador Jairo Souza Santos Júnior, o Dr. Jairinho (sem partido) foram indicados pelo crime de homicídio duplamente qualificado, por emprego de tortura.

Além disso, o parlamentar e doutor, Jairinho, foi indiciado duas vezes por tortura por outros episódios de violência praticados contra Henry.

Jairinho e a namorada estão presos desde o dia 8 de abril. Foi protocolado um pedido à Justiça de conversão da prisão temporária do casal em preventiva.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE






Você pode gostar