Siga o Jornal de Brasília

Na Hora H!

Vizinho é preso e confessa que matou criança por vingança contra a mãe

O corpo de Emanuelle Pestana de Castro foi encontrado na noite da última segunda-feira (13), por volta das 23h, em uma área de mata na Fazenda Santana Nova, São Paulo. O homem de 49 anos indicou o local e afirmou ter matado a criança a facadas

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE


Através de câmeras de segurança ao redor de uma praça, a polícia conseguiu chegar até o homem que assassinou a facadas uma garota de 8 anos, na última sexta-feira (10), em Chavantes, São Paulo.

Agnaldo Guilherme Assunção, vizinho da família da vítima, foi interrogado e assumiu o crime. Durante o depoimento à polícia, o suspeito afirmou que matou a menina por vingança contra a mãe dela, não a deixava brincar com o enteado dele.

O corpo de Emanuelle Pestana de Castro foi encontrado na noite da última segunda-feira (13), por volta das 23h, em uma área de mata na Fazenda Santana Nova. O homem de 49 anos indicou o local e afirmou ter matado a criança a facadas.

A perícia identificou marcas de faca pelo corpo, uma nas costas e três no peito. Agnaldo foi preso e levado para a cadeia.

O corpo de Emanuelle foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML). Exame de corpo de delito deve apontar a causa da morte e se houve abuso sexual. O velório e o enterro da garota aconteceu nesta terça-feira (14).

Investigação

A polícia requisitou imagens do circuito de monitoramento ao redor da praça onde a garota brincava quando desapareceu e verificou que o suspeito aparecia duas vezes no vídeo.

No mesmo dia, Agnaldo apareceu usando roupas diferentes, o que chamou atenção das autoridades. Em um primeiro momento, ele apareceu de camiseta branca e a pé. Em outro momento, de camiseta vermelha e de bicicleta.

Ao ser identificado, foi interrogado. Inicialmente, o suspeito teria negado saber de qualquer informação sobre o desaparecimento da criança. No entanto, acabou confessando à polícia o crime.


Leia também
Publicidade
Publicidade
Publicidade