fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Na Hora H!

Suspeito de matar jovem em casa de prostituição é preso

Homem teria chegado no local em uma motocicleta e feito três disparos contra a vítima 

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

Da redação
redacao@grupojbr.com

Um homem foi preso nesta quarta-feira (6), suspeito de matar Jéssica Payerl Antunes, de 23 anos, em uma casa de prostituição. O crime ocorreu na terça-feira (5). 

O suspeito foi preso na própria casa. No local, a polícia também encontrou uma motocicleta com as mesmas características descritas por testemunhas. 

Segundo a polícia, uma testemunha relatou que estava com da vítima e outra pessoa, quando o suspeito chegou em uma moto e fez os disparos contra Jéssica. O socorro foi acionado, mas a equipe constatou que a vítima já havia morrido.

O caso 

Uma jovem, de 23 anos, foi assassinada na noite da última terça-feira (5) em uma casa de prostituição. Jéssica Payrel Antunes foi atingida por tiros dados por um homem em uma moto, não identificado, dentro de uma casa de prostituição, em Colniza, no Mato Grosso.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Jéssica trabalhava no local. Por volta das 19h30, os policiais foram chamados pelas testemunhas, que descreveram a ação do homem em uma motocicleta, de cor vermelha. Ele fez os disparos e fugiu na sequência.

Ao chegar no prostíbulo, as autoridades encontraram a jovem debruçada sobre a mesa, local onde foi atingida.

Um homem foi identificado como suposto autor dos disparos. Não há informações sobre o motivo do crime. A PM diz que Jessica trabalhava no estabelecimento.

Até esta quarta-feira (6) nenhuma pessoa havia sido presa. O crime ocorreu às 19h30 dentro do prostíbulo.

Segundo a PM, os policiais foram chamados por testemunhas. Um homem chegou ao local em uma motocicleta, de cor vermelha, fez os disparos e fugiu. Jessica foi encontrada debruçada sobre a mesa. Uma ambulância do Serviço Móvel de Urgência (Samu) foi ao local, mas a vítima já havia morrido.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Uma das testemunhas afirmou que estava em companhia da vítima e outra pessoa, ambas sentadas em cima da mesa, conversando, quando o crime aconteceu. O assassino teria caminhado em direção a mulher com o capacete na cabeça e teria dito ‘eu sou feio’. Em seguida ele sacou a arma e atirou em Jessica. Ao todo, o homem acertou três tiros, sendo um em cada braço e um no queixo.

O proprietário do local informou que no momento dos disparos estava no estabelecimento mas que não teria visto o suspeito, apenas ouvido os disparos.


Leia também
Publicidade
Publicidade
Publicidade