Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Na Hora H!

Professora é demitida após revelação de que ela mantém página em plataforma erótica

Após contratação de uma professora descobrir que ela mantém uma página na plataforma erótica “OnlyFans”, a mesma foi demitida

Foto: Reprodução/Instagram

Após a empresa responsável pela contratação de uma professora para uma escola de South End, no estado de Indiana, Estados Unidos, descobrir que ela mantém uma página na plataforma erótica “OnlyFans”, a mesma foi demitida.

Sarah Seales, que atende por Sarah Juree nas mídias sociais, atacou um site de notícias de Indiana, depois que expôs como ela complementava o salário de professora com ensaios picantes feitos em casa.

De acordo com o “Real News Michiana”, de orientação conservadora, a empresa responsável pela contratação da professora, a STARBASE Indiana, rescindiu seu contrato em 27 de junho alegando que a atividade fora de sala de aula “colocava em risco a reputação da companhia”.

“Essas fotos representam um risco real e imediato de danos à reputação ou negócios da STARBASE Indiana, Inc., incluindo a perda de escolas, doadores, parceiros comunitários e nosso contrato para operar com a Guarda Nacional do Estado”, afirmou a empresa em nota.

No Instagram, Sarah criticou o repórter que assinou a matéria na qual revelou a “vida paralela” da americana.

“Estou chocada e triste por sua vil tentativa de arruinar a minha vida”, escreveu ela.

Após perder a renda como professora, Sarah está em campanha por mais assinantes na plataforma adulta.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE








Você pode gostar