Siga o Jornal de Brasília

Na Hora H!

Mari Palma e Phelipe Siani trocam declarações e fãs suspiram

Publicado

em

O casal Mari Palma e Phelipe Siani trocaram mensagens de amor neste 12 de junho. Comemorando a data pela primeira vez, os jornalistas,  não pouparam elogios um ao outro e fizeram os fãs suspirar. Eles assumiram que estavam juntos em Julho de 2017.

Parafraseando o cantor Lulu Santos, Mari postou uma foto dos dois juntos e disse que acertou na “ideia que não tinha a menor pretensão de acontecer”. Ela detalhou o que admira no amado e disse que deseja que o amor seja eterno.

“Veio como um furacão quando eu não estava esperando e bagunçou tudo. mas hoje tá tudo bem arrumadinho, do jeito que a gente construiu. o começo de uma história que tem tudo pra NÃO ter um final feliz. porque se depender de mim, final ela não vai ter, não. feliz dia, meu amor. te amo”, afirmou.

ele veio como uma ideia na minha cabeça que não tinha a menor pretensão de acontecer. um cara lindo que adorava sertanejo, e eu adorava rocknroll. como assim, mariana? ele era calor, eu frio. ele era explosão, eu calmaria. ele era balada, eu filme em casa. ele era don corleone, e eu bruce wayne. realmente, nada ali fazia sentido. até o dia que começou a fazer. a gente aprendeu a amar todas essas diferenças e a ter vontade de conhecer o mundo um do outro. hoje, eu consigo ser um pouco ele e ele um pouco eu. ele aprendeu a tocar blackbird no violão e eu já me pego cantando uns modão. hoje, é ele que pede pra ficar em casa vendo filme, e eu que quero sair pra dançar. hoje a gente faz muito sentido. ele, aquele cara fechado, por algum motivo confiou e se abriu pra mim. derrubou aquela barreira que ele insiste em colocar para os outros e me deixou ver quem ele é de verdade. os defeitos e todas as muitas qualidades. que sorte a minha, né? ele me incentiva a crescer e a ser uma pessoa melhor. e me mostra, do jeito dele, que a vida não é o paraíso que eu sempre achei que fosse. e tudo bem, porque ele se coloca bem ali do meu lado pra me ajudar a enfrentá-la. ele me faz sentir tanto orgulho e talvez nem saiba disso. a história dele, o que ele fez sozinho para chegar onde chegou, as dificuldades que ele passou, toda a batalha dele pra ser um dos melhores profissionais, a vontade que ele tem de sempre fazer mais, a vontade que ele tem de ajudar os outros, o coração que não cabe no peito… tudo isso só me faz ter certeza de que eu acertei. acertei naquela ideia que não tinha a menor pretensão de acontecer. mas que aconteceu. veio como um furacão quando eu não estava esperando e bagunçou tudo. mas hoje tá tudo bem arrumadinho, do jeito que a gente construiu. o começo de uma história que tem tudo pra NÃO ter um final feliz. porque se depender de mim, final ela não vai ter, não. feliz dia, meu amor. te amo ♥️

Uma publicação compartilhada por mari palma (@maripalma) em

Já Phelipe  usou uma foto da amada para declarar seu amor. Segundo o repórter a amada foi o melhor presente que ele poderia ter ganho e a data especial é apenas um dos outros 364 dias do ano em que ele tem para agradecer.

“Quando eu falo dela, eu não falo só do sorriso. Quando eu falo dela, eu não falo só da luz que ela tem. Quando eu falo dela eu falo sempre de muito mais. Ela é superlativa, completa, inteira. Uma universidade de mulher que usa toda essa sabedoria pra ensinar tanta coisa pra um único sortudo. Que me coloca pra cima nos meus muitos momentos de frustração com os caminhos que a vida toma. Que divide e ameniza minhas tantas angústias, meus infinitos medos, minhas imensuráveis limitações. Ela não só clareia meu horizonte acinzentado pelo cansaço e pela dor dos tantos murros nas pontas de tantas facas, mas pega na minha mão pra me fazer remar com mais fé, com mais garra, no rumo otimista das tempestades mais intensas. Eu te amo, minha gata”, disse.

Quando eu falo dela, eu não falo só do sorriso. Quando eu falo dela, eu não falo só da luz que ela tem. Quando eu falo dela eu falo sempre de muito mais. Ela é superlativa, completa, inteira. Uma universidade de mulher que usa toda essa sabedoria pra ensinar tanta coisa pra um único sortudo. Que me coloca pra cima nos meus muitos momentos de frustração com os caminhos que a vida toma. Que divide e ameniza minhas tantas angústias, meus infinitos medos, minhas imensuráveis limitações. Ela não só clareia meu horizonte acinzentado pelo cansaço e pela dor dos tantos murros nas pontas de tantas facas, mas pega na minha mão pra me fazer remar com mais fé, com mais garra, no rumo otimista das tempestades mais intensas. Eu te amo, minha gata. Você foi, sem dúvida nenhuma, o que de melhor me aconteceu na vida. Esse é só mais um dos outros 364 dias do ano em que eu tenho que agradecer por ter te ganhado de presente. Obrigado por tanto. Feliz dia dos namorados. Eu te amo mais que paçoca.

Uma publicação compartilhada por Phelipe Siani (@phelipe.siani) em

São uns fofos, não?


Você pode gostar
Publicidade
Publicidade
Publicidade
  • CHARGE DO DIA

Publicidade