fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Na Hora H!

Flamenguista que matou botafoguense com espeto de churrasco pega 19 anos de prisão

Ele também foi condenado a outros sete anos e seis meses por associação criminosa

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

Da redação
[email protected]

O torcedor flamenguista Rogério Silva Guinard, integrante de uma torcida organizada, pegou 19 anos de reclusão, em regime fechado, pela morte do torcedor do Botafogo, Diego Silva dos Santos, de uma torcida organizada rival, durante conflito entre torcidas ocorrido no dia 12 de fevereiro de 2017. Durante a briga, Diego foi perfurado por Rogério com um espeto de churrasco. 

Rogério também foi condenado a outros sete anos e seis meses por associação criminosa. O caso foi julgado pelo Conselho de Sentença do 2º Tribunal do Júri da Capital do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJ-RJ).

Outro acusado de participar do conflito, Hebert Vinicius Sabino de Paula foi absolvido do crime de homicídio, mas foi condenado por associação criminosa. Como já cumpriu três anos em prisão, irá cumprir o restante da pena em regime aberto. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O crime ocorreu no dia 12 de fevereiro de 2017 no Rio de Janeiro. Diego Silva dos Santos caiu durante o confronto, foi agredido por chutes, socos, golpes de porrete e foi perfurado várias vezes. Ele morreu no Hospital Salgado Filho.




Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade