fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Na Hora H!

Cantora gospel sofre agressão do marido em shopping; irmão denuncia e pede ajuda

“Não quero que minha irmã caia nas estatísticas de feminicídio”, disse o irmão da vítima em uma postagem no Instagram

Avatar

Publicado

em

Foto: Reprodução
PUBLICIDADE

A cantora gospel Quesia Freitas aparece em um vídeo sendo agredida pelo marido, Bruno Feital. A artista é segurada com força pelos braços e, apesar dos apelos dela, o agressor se nega a soltá-la. O caso foi denunciado no Instagram do cantor gospel Juninho Black, que é irmão da vítima. As informações são do jornal O Globo.

O caso ocorreu no Américas Shopping Recreio, no Recreio do Bandeirantes, na Zona Oeste do Rio. Juninho anexou um texto à publicação, em que denuncia as agressões e pede ajuda. No registro, é possível ver o marido segurando Quesia com força pelo braço, enquanto a jovem pede para que ele a solte. Após alguns homens que estavam no shopping intervirem, Bruno solta a vítima.

De acordo com o irmão de Quesia, as agressões ocorrem há mais de um ano. O cantor afirmou ainda que a irmã tem sofrido “de tortura psicológica, abuso emocional, agressões físicas e coação”.

“Cenas fortes e revoltantes! Minha irmã de sangue @quesiafreitasoficial foi agredida anteontem no Américas Shopping Recreio RJ na frente de todos. O agressor é o atual marido dela @brunofeitaloficial, que vem a agredindo há mais de um ano. Minha irmã vem sofrendo tortura psicológica, abuso emocional, agressões físicas e coação. Resolvi trazer a público o caso agora depois de perdoar várias vezes. Ele a agrediu dessa vez em público e repercutiu através do Instagram @recreionosso e outros grupos. Família, não quero que minha irmã caia nas estatísticas de feminicídio. Tenho outros vídeos de agressões em local público, e as autoridades ainda não colocaram esse animal na cadeia”, desabafou.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Juninho usou o espaço nas redes sociais para pedir por justiça e que o cunhado seja preso. O artista informou ainda que três advogados trabalham no caso e que a vítima fez um registro de ocorrência. Quesia também solicitou uma medida protetiva contra Bruno. Atualmente, o suspeito está foragido.

“A gente só acredita quando acontece dentro da nossa família e infelizmente dessa vez está acontecendo com minha irmã. Autoridades responsáveis, aqui fica o apelo para que esse covarde pague pelo que vem fazendo com minha irmã e todo transtorno que está trazendo a minha família. Ele tem que estar atrás das grades. Peço ajuda a todos vocês amigos e artistas compartilhem o caso e a foto dele para chamar atenção da justiça”, pediu.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

 




Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade