fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Na Hora H!

Brigada Militar apura origem de gravação que mostra presos em churrasco na cadeia

Comemoração foi autorizada pela direção do presídio, o que burla as regras é a gravação com uso de celular

Letícia Perdigão

Publicado

em

PUBLICIDADE

Da redação
redacao@grupojbr.com

A direção da Cadeia Pública de Porto Alegre, administrada pela Brigada Militar, apura a origem de uma filmagem que mostra presos confraternizando e comendo churrasco dentro das dependências do presídio. De acordo com o diretor do presídio, a comemoração foi permitida, o que burla as regras é a gravação com uso de aparelhos celulares. 

As imagens foram registradas no último domingo (27), mas as comemorações são em referência ao feriado do dia 12 de outubro. A data é uma das três escolhidas (além da Páscoa e Natal) pela cadeia para conceder o direito de confraternização entre os detentos e familiares. 

Na filmagem, os presos preparam a carne embaixo de lonas para se protegerem da chuva. Em determinado momento, um preso aparece na filmagem com um aparelho celular ao ouvido. Os presos não se preocupam em serem gravados. Um deles, além de fazer um sinal para a câmera, ainda mostra a preparação do churrasco.

A direção irá apurar como as imagens foram feitas e deve abrir um processo administrativo contra os presos que apareceram na gravação. Além disso, promete suspender as comemorações de Natal e Páscoa. 

O diretor afirma que são feitas revistas diárias na penitenciária. Nas quintas-feiras, quando é feita uma busca geral nos presos e nas estruturas físicas. O principal objetivo é cobrir o uso de telefone celular. 

No entanto, ele faz uma ressalva ao uso de drones e alerta que este é um dos grandes problemas atuais na fiscalização. Além disso, o diretor salienta que o presídio fica em uma região urbana, com casas próximas, o que facilita o arremesso de aparelhos eletrônicos e drogas.


Leia também
Publicidade
Publicidade
Publicidade