fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Na Hora H!

Baratas passam a ser imunes a inseticidas

De acordo com estudo científico, a “barata alemã”, comum em todo o mundo, está nascendo imune a produtos químicos e venenos

Aline Rocha

Publicado

em

PUBLICIDADE

Da Redação
[email protected]

Um estudo divulgado pela Universidade de Purdue, no Estados Unidos da América, indica que as baratas estão cada dia mais fortes. A pesquisa, divulgada na revista Live Science, aponta que a “barata alemã”, conhecida em todo o mundo, está nascendo imune a produtos químicos e venenos com os quais ainda não teve contato.

“Baratas que desenvolvem resistência aos múltiplos inseticidas de uma só vez tornarão o controle dessas pragas apenas com produtos químicos quase impossível”, explica Michael Scharf, líder do estudo.

A pesquisa foi realizada em prédios com infestações de baratas em Illinois e Indiana, nos Estados Unidos, e nos laboratórios da da universidade. De acordo com a pesquisa, diferentes tipos de spray e diversas gerações de baratas tiveram o mesmo resultado.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Os insetos podem se tornar um problema para os exterminadores, que costumam usar um coquetel de diferentes inseticidas para que, caso um inseto seja imune a um tipo de inseticida, outro tipo pode derrubá-lo. A pesquisa mostra que novas armadilhas serão necessárias, não apenas o uso de produtos químicos. A ideia é evitar que bactérias e doenças sejam espalhados, já que uma barata desse tipo pode colocar 400 ovos em toda a sua vida.




Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade