fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Na Hora H!

Aos 38 anos, cantor de pagode morre com Covid-19

“Ele era uma pessoa com muita saúde. Tanto que ainda é difícil de acreditar que ele morreu com essa doença”, lamentou uma prima do cantor

Avatar

Publicado

em

Foto: Reprodução/Facebook
PUBLICIDADE

O cantor de pagode e samba Alex Lima morreu em decorrência de complicações causadas pela Covid-19. O músico tinha 38 anos e recebeu centenas de homenagens de outros cantores, amigos e familiares, que lamentaram o ocorrido.

A dona de casa e prima do cantor, Maria Lenilda Fernandes de Lima, de 39 anos, relatou que ao Portal G1 que Alex era muito saudável.

“Ele era uma pessoa com muita saúde. Tanto que ainda é difícil de acreditar que ele morreu com essa doença. Cheguei a falar com ele dias antes de ele morrer, e ele disse que estavam passando os riscos. Perder ele assim, tão novo, é uma dor gigante. Estamos de coração partido.”

Ela relatou ainda que o primo ficou internado mais de 20 dias por conta da doença. O artista deixa esposa e três filhos de outro casamento, dois meninos e uma menina. Alex veio a óbito em Praia Grande, no litoral paulista, e era bastante conhecido na Baixada Santista.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Maria Lenilda contou ainda que, Além de Alex, perdeu outro primo para a doença e faz um alerta para que as pessoas levem a pandemia a sério.

“As pessoas precisam parar de achar que a pandemia é brincadeira e que acabou, porque ainda não acabou. O coronavírus mata, já perdi dois primos para a doença. O Alex era querido demais, vai deixar saudades a todos que já tiveram a oportunidade de conviver com ele”, lamentou a prima.




Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade