Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Na Hora H!

Advogado chama juiz de “escrotíssimo senhor”

Advogado tentava reaver o cargo público de auxiliar de autópsia que exercia na Polícia Técnico-Científica na capital de Goiás

Foto: Reprodução

Ao encaminhar uma apelação ao juiz da 4ª Vara da Fazenda Pública Estadual de Goiânia, um advogado se dirigiu ao magistrado como “escrotíssimo senhor juiz”. A declaração ríspida acabou repercutindo nas redes sociais. No texto, o advogado Lucas Bernardino de Campos ainda chama o juiz de “corrupto, sociopata e desgraçado.”

O documento é datado de 22 de outubro de 2020. Na época, Lucas tentava reaver o cargo público de auxiliar de autópsia que exercia na Polícia Técnico-Científica na capital de Goiás. A apelação foi dirigida justamente ao juiz responsável por sua exoneração.

“Escrotíssimo senhor juiz de direito (corrupto, sociopata e desgraçado) da 4ª Vara da Fazenda Pública Estadual. Venho desrespeitosamente (porque corrupto não merece respeito) perante VOSSA EXCELÊNCIA, um juiz corrupto, sociopata e sem vergonha na cara, apresentar recurso de apelação“, escreve.

O advogado ainda acusa o juiz de ter agido de forma “criminosa”, ao exonerá-lo. “Está provado no processo que me afastaram do cargo e cortaram meu salário por mais de 1 ano sem haver nenhum processo administrativo tratando disso. Por puro assédio moral.”

A Associação dos Magistrados de Goiás (Asmego) manifestou repúdio às ofensas proferidas pelo advogado.

“O referido advogado, além de agir de forma completamente desrespeitosa, sem guardar o decoro que é exigido à função que ocupa, incorre em crimes contra a honra, tais como calúnia e difamação“, considerou.

A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) de Goiás afirmou que “já adotou internamente as providências necessárias à apuração de infração ético-disciplinar, na qual lhe será assegurada a ampla defesa“.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE






Você pode gostar