fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Mundo

Trump comunica que iniciou a formalização da retirada dos EUA da OMS

Para o presidente americano, a OMS deu “direcionamentos errados” sobre o vírus por pressão da China

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

Nesta terça-feira (7), o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, comunicou às Nações Unidas e ao Congresso americano que deu início ao procedimento para formalizar a saída do país da Organização Mundial da Saúde (OMS). A saída da organização vai vigorar em 2021, no dia 6 de julho. 

A ONU confirmou que recebeu o documento do país americano. 

Segundo o Departamento de Estado americano, “o aviso de retirada dos Estados Unidos, em 6 de julho de 2021, foi submetido ao Secretário-Geral da ONU, que é o depositário da OMS”.

“Os Estados Unidos são parte da Constituição da Organização Mundial da Saúde desde 21 de junho de 1948. A participação dos Estados Unidos na Organização Mundial da Saúde foi aceita pela Assembleia Mundial da Saúde, com certas condições estabelecidas pelos EUA para sua eventual retirada da Organização Mundial de Saúde. As condições mencionadas incluem aviso prévio de um ano e cumprimento integral do pagamento das obrigações financeiras avaliadas. O Secretário-Geral, na sua qualidade de depositário, está em processo de verificar com a Organização Mundial da Saúde se todas as condições para tal retirada estão preenchidas”, disse o comunicado assinado pelo porta-voz da OMS, Stephane Dujarric.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Para o presidente americano, a OMS deu “direcionamentos errados” sobre o vírus por pressão da China. Em maio, Trump falou pela primeira vez sobre a saída do país da organização. “O mundo está sofrendo agora como resultado dos malfeitos do governo chinês”, afirmou. 

Trump disse ainda que deve focar em outros departamentos com a formalização da saída dos EUA. O presidente  disse ainda que a China pode estar à frente das decisões tomadas dentro da OMS.

 


Leia também
Publicidade
Publicidade
Publicidade