Siga o Jornal de Brasília

Mundo

Eleições locais na Espanha são teste para novos partidos

A Espanha realiza eleições locais em boa parte do país neste domingo, em uma disputa que pode encerrar quase quatro décadas do domínio no país do conservador Partido Popular e do Partido Socialista Operário Espanhol (PSOE), de centro-esquerda. Há disputas por 8.122 prefeituras, bem como por vagas nos Parlamentos de 13 das 17 regiões do país, com mais de 35 milhões de eleitores registrados aptos a votar.

As pesquisas indicam que os eleitores estão cansados da crise econômica e dos escândalos de corrupção que atingem o governista Partido Popular e o oposicionista PSOE, que se alternam no poder há quase 40 anos. A insatisfação abriu a porta para o centrista e pró-mercado Ciudadanos e para o esquerdista Podemos, ambos recém-chegados, que começaram a atuar na escala nacional no ano passado.

Os dois mais importantes cargos em disputa são Madri, a capital do país, e Barcelona, capital da próspera, mas altamente endividada, região da Catalunha.

Na capital do país, o PP poderia perder a maioria que sustenta há tempos. Em Barcelona, o Podemos pode acabar com o domínio do partido conservador Convergencia y Unión.

A eleição deste domingo é a décima celebrada no país desde a volta da democracia, depois da morte de Francisco Franco. O ditador esteve 36 anos no poder, até sua morte em 1975. Fonte: Associated Press.

Você pode gostar
Publicidade