fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Mundo

Confrontos entre policiais e traficantes deixam 20 mortos no México

Esta manhã, a Promotoria informou que havia sete homens mortos, mas o governo revisou o número, argumentando “a dispersão das forças operacionais” após o ataque

Lindauro Gomes

Publicado

em

PUBLICIDADE

Da Redação
redacao@grupojbr.com

Mais seis homens, incluindo quatro supostos criminosos, foram mortos neste domingo no estado mexicano de Coahuila, na fronteira com os Estados Unidos, totalizando 20 mortos nos confrontos armados registrados desde sábado.

Na parte da tarde, o governo do estado divulgou um novo balanço indicando que neste domingo ocorreram novos confrontos com supostos narcotraficantes que no sábado atacaram a cidade de Villa Unión, com um saldo de 14 mortos.

Após mais de 24 horas de tiroteio, “contabilizamos 14 criminosos mortos, quatro elementos da polícia estadual (falecidos) no cumprimento do dever e dois civis não armados, que teriam sido privados de liberdade por criminosos e posteriormente mortos”, disse em comunicado o governador de Coahuila, Miguel Angel Riquelme.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Esta manhã, a Promotoria informou que havia sete homens mortos, mas o governo revisou o número, argumentando “a dispersão das forças operacionais” após o ataque a Villa Union em busca dos criminosos.

Riquelme atribuiu esse ataque ao cartel do Nordeste, que surgiu no estado vizinho de Tamaulipas depois da divisão do violento grupo criminoso dos Zetas.

As autoridades apreenderam 17 veículos, quatro deles com armas calibre 50, cerca de vinte armas pesadas e milhares de cartuchos de vários calibres.

O confronto de sábado começou pouco antes do meio dia, quando a polícia local detectou vários veículos com homens fortemente armados em Villa Unión.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Tiroteios foram registrados em diferentes partes da cidade, localizada a cerca de 60 quilômetros da fronteira com os Estados Unidos.

Agence France-Presse


Leia também
Publicidade
Publicidade
Publicidade