Siga o Jornal de Brasília

Política

Hélio José é nomeado para cargo na presidência do Senado

Com nova função, parlamentar busca melhor articulação

O ex-senador Hélio José (PROS-DF) foi nomeado para o cargo de assistente parlamentar no gabinete da presidência do Senado. Na casa, Hélio assumiu a cadeira de 2015 a 2019, quando Rodrigo Rollemberg (PSB-DF) tomou posse como governador do Distrito Federal.

Hélio José afirmou que vai auxiliar na interlocução de Davi Alcolumbre com a casa . “Vou dar uma colaborada lá com o Davi, que está tentando fazer uma política de reaproximação com todos os senadores. Então, eu vou lá dar uma ajudada a ele, passar um período”, disse.

Em 2016, o parlamentar se ouviu em polêmica, após afirmar que colocava quem quisesse para trabalhar na Secretaria de Patrimônio da União (SPU) no Distrito Federal, em áudio divulgado.

“Isso aqui é nosso. Isso aqui eu ponho quem eu quiser, a melancia que eu quiser aqui, eu vou colocar”, disse o ex-senador em um trecho da gravação. Com a divulgação do áudio, Hélio José afirmou que “melancia” era o apelido “carinhoso” que deu ao ex-assessor.

No Senado, o parlamentar foi escolhido presidente da Comissão Senado do Futuro, em 2017. Contrário à reforma da Previdência, o ex-senador foi relator de uma CPI sobre o tema na época. No relatório, afirmou que não há déficit no sistema previdenciário.

A remuneração

O parlamentar exercerá o cargo em comissão de assistente intermediário, AP-10, cuja remuneração básica é de R$ 5,1 mil. O valor, no entanto, pode aumentar com gratificaçõe, já que um servidor na mesma função recebeu, em abril deste ano, R$ 10,9 mil após os descontos obrigatórios.

Você pode gostar
Publicidade