Siga o Jornal de Brasília

Gastronomia

Marco Espinoza, do Taypá, abre parrilla em São Paulo

O chef Marco Espinoza parece ter se adaptado muito bem, obrigado, em São Paulo. Depois de abrir o Lima na Alameda Lorena, em março de 2018, ela agora coloca em prática todos os conhecimentos adquiridos enquanto morou em Buenos Aires.

Há cerca de 10 dias, entrou em funcionamento o El Chaco, casa de carne no bairro de Perdizes, ainda carente de boas casas do gênero. O empreendimento será tocado pela esposa de marco, Fernanda Ortiz, e o filho mais velho Luka, de 18 anos.

A ideia é oferecer cortes típicos argentino, assados na parrilla e com preço bom. Bife ancho e de chorizo, assado de tira, filé mignon (lomo), picanha, copa lombo (bondiola) e galeto desossado variam em torno de R$ 58 e R$ 98, em porções de 300g e 500g.

Podem ser acompanhado por purê de abóbora, parrilla de vegetais, creme de milho, batatas portenhas cremosas, entre outros. Excetuando o ovo frito, que sai a R$ 6, as guarnições custam R$ 10 (meia porção) e R$ 19 (porção inteira).  De sexta a domingo, também há opção de uma parrilla do mar, que muda semanalmente de acordo com a oferta dos insumos.

Clássico argentinos

Outra coisa típica do país vizinho, e que poucos lugares exploram, são as milanesas. A simples com carne macia e crosta crocante sai a R$ 29. Já a napolitana (que eu provei e adorei), leva camada de molho de tomate, presunto, queijo e rodelas de tomate, a R$ 39. Ambas alimentam duas pessoas.

Antes de iniciar a refeição, no entando, vale passear pelas entradinhas. Claro que não poderiam faltas as empanadas. Tem de carne, frango, milho e queijo, a R$ 5. Para quem gosta, há ainda morcilla e mollejas, a R$ R$ 25 e R$ 26, respectivamente.

Vegetarianos podem se deliciar com os discos de mandioca crocante com molho de pimentão assado. É uma delicinha, ainda mais se for acompanhada por uma Quilmes (R$ 39 com 970 ml).

Para beber, também vale se entregar aos dinques. A carta é variada e criativa e, ao contrário de muitos lugares, não exibe preços exorbitantes. Todos custam R$ 26.

Provei o El Hermano, com Absolut Citron, sumo de limão, hesperidina, xarope de capim santo e clara de ovo. Tem uma refrescância deliciosa. Mais forte é o Viejo Malbec, que leva vinho dessa uva, whiskey, cointreau e espuma de laranja.

Para a sebremesa, outros clássicos da cozinha argentina. O Alfajor (R$ 18) ganha a companhia de uma porção generosa de doce de leite, mais calda de chocolate e sorvete de creme. O crepe (R$ 12) é bem fininho e chega à mesa gratinado. Ainda há o creme mamão com cassis e o flan com chantilly e doce de leitecom flor de sal, ambos a R$ 12.

Confira:

El Chaco Parrilla Argentina
Endereço: Rua Joao Ramalho, 766 – Perdizes, São Paulo
Telefone: (11) 3796-6855
Funciona de terça a quinta, das 15h às 15h e das 19h às 23h. Sábado e domingo, das 12h às 22h.

Você pode gostar
Publicidade