Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Na Garagem

Locação de carro por meia-diária é alternativa mais em conta que carros de aplicativo e táxi

Considerando economia, flexibilidade e comodidade, a locação por menos tempo e por determinado trajeto ganha espaço no mercado da mobilidade em 2023

Divulgação

A locação de automóveis por meia-diária, ou a recente tendência de “nano locação”, representa inovação e investimento em sustentabilidade de muitas locadoras e tornou-se uma alternativa atraente e econômica para utilizar um automóvel por determinado período de tempo. E dados confirmam o crescimento, visto que, em 2021, foi identificado aumento de 56% no acesso a serviços de locação de automóveis, segundo a SimilarWeb. A valorização do uso, ao invés da posse, reflete também no crescimento dos carros por assinatura. De acordo com a ABLA (Associação Brasileira das Locadoras de Automóveis), o serviço cresceu 16,4% de janeiro a setembro deste ano. Em comparação com dezembro de 2021, quando contava com cerca de 91 mil veículos assinados, em setembro de 2022 esse total saltou para 106 mil automóveis. Para este ano, a expectativa é que a procura por locação aumente 15% já nos primeiros meses.

Com projeção de crescimento consolidado e otimismo no desempenho, o setor de locação de automóveis dá um novo passo e evolui para a locação por períodos mais curtos de tempo, como a meia-diária. Ao contrário dos serviços tradicionais de aluguel de veículos, a meia-diária disponibiliza o carro por períodos mais curtos de tempo (12h). “Acreditamos que é a desburocratização do processo. Ao pensar em locação, as pessoas imaginam agendamento com antecedência, filas, balcões, assinar papelada. Além da locação com o V1 ser totalmente on-line, por um aplicativo de celular, o cliente tem a opção de locar por um período específico e ainda retirar o carro em minutos, após aprovação do cadastro”, explica a gerente comercial do V1 Aluguel, Thaís Augusta. “A meia-diária vem suprir uma necessidade real do usuário que é ter um carro disponível para um compromisso específico, como uma reunião, uma viagem curta, uma mudança, sem a complicação do modelo tradicional.”

Locação por meia-diária reflete mudança no comportamento do motorista

Cada vez mais, a sociedade busca por um modelo de consumo mais consciente, com foco em otimizar as finanças. Tal comportamento vai ao encontro da nova modalidade de locação por períodos mais curtos, visto que o carro é visto como um serviço e facilidade, sem a obrigação de lidar com burocracias, despesas e manutenção de um veículo próprio. A crescente busca por locações de meia-diária é realidade no V1. “Esse tipo de locação já representa aproximadamente 18% do total de locações do nosso negócio. Pode parecer um percentual baixo, mas é uma modalidade muito recente e que já interessa nosso público”, explica o coordenador de operações do V1 Curitiba, Thiago Pinheiro.

A locação por período curto também tem outras vantagens, como o fato de evitar a tarifa e bandeira dinâmica em horários de mais procura, que podem aumentar até 40%, além da possível dificuldade em encontrar um motorista disponível. A locação veicular, por sua vez, valoriza a independência do usuário, visto que pode acomodar mais pessoas; poupa o tempo; permite que o motorista trace as melhores rotas; evita imprevistos já que o carro está disponível em diversas estações, podendo alugar com antecedência ou retirada imediata; e ainda evita desgastar o próprio carro (patrimônio). “O V1 ainda oferece assistência 24 horas e proteção. Outro benefício é a possibilidade de retirar o carro em uma estação e devolver em outro ponto do V1, sem obrigatoriedade de devolução no mesmo local. Temos diversas estações espalhadas em Curitiba e muitas delas funcionam 24 horas”, complementa Thiago.

Na ponta do lápis

  • A locação por meia-diária (12h) do V1 tem tarifas a partir de R$ 41,00, com possibilidade de retirada imediatamente (função “Vou Buscar Agora”) ou agendamento;
  • O valor de um trajeto de 1h em carro de aplicativo, categoria popular, é de aproximadamente R$ 60;
  • O valor de um trajeto de 1h em tarifa de táxi pode chegar a R$ 90.

Inclusive, um estudo do site Cuponation, da empresa alemã Global Savings Group, revelou que alugar carro pode sair até 2,5 vezes mais barato do que andar de carro por aplicativo, especialmente nos casos de mais quilômetros rodados, como tarefas que tomam um dia útil (12h) do usuário.






Você pode gostar