Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Estilo de Vida

Dia Nacional do Enólogo: Um brinde especial aos alquimistas que trabalham para nos proporcionar momentos inesquecíveis!

Artistas do vinho! Os enólogos sabem profundamente as técnicas para elaborar verdadeiras obras de artes usando a uva como matéria prima.

Por Miguel Alves 22/10/2021 8h30
Dia Nacional do Enólogo: Um brinde especial aos alquimistas que trabalham para nos proporcionar momentos inesquecíveis!

Hoje, 22 de outubro, é dia de celebrar o profissional que estuda o vinho com muita paixão e dedicação: o enólogo. A sugestão para esta pauta veio da nossa colaboradora, leitora e, acima de tudo enófila, Catiuscia Bellaguarda, que não nos deixou passar em branco esta data tão especial.

A enologia é uma profissão que combina ciência e arte, porém, muita gente não sabe ao certo o que faz esse profissional tão importante na elaboração dos vinhos que tanto apreciamos e que nos proporcionam momentos únicos. A origem grega da palavra “enólogo” vem da junção do radical “eno”, que significa “vinho”, com o sufixo “logo”, que quer dizer “estudo”, ou seja, aquele que estuda o vinho.

Os enólogos são especialistas na ciência do vinho e dominam todas as etapas da produção dessa bebida, do plantio ao envasamento. Isso inclui a escolha do solo, os métodos para plantio, a colheita e fermentação, as técnicas para engarrafamento, o envelhecimento e a venda. Ou seja, acompanha todo o processo de elaboração do vinho, sendo de suma importância para a padronização e a excelência de um rótulo.

De acordo com André Miguel de Gasperin, presidente da Associação Brasileira de Enologia (ABE), atualmente o enólogo é um profissional multidisciplinar e tornou-se bem mais abrangente e representativo no mercado, atuando não só no processo de produção mas também na comercialização, pós-venda, marketing e outros elos da cadeia vitivinícola.

"Por trás de cada garrafa, de cada gole, de cada brinde, existe um profissional dedicado, que trabalha de sol a sol para elaborar o melhor produto".

André Miguel de Gasperin, presidente da Associação Brasileira de Enologia (ABE)

Hoje, os enólogos brasileiros atuam em diversos países e, de acordo com a ABE, há um grande intercâmbio de informações e experiências entre empresas brasileiras e estrangeiras. Sendo o profissional brasileiro reconhecido como referência no setor.

Cabe destacar que esses profissionais estão elevando, a cada ano, a qualidade e reconhecimento dos vinhos finos brasileiros no cenário mundial. Somente em 2021, até este mês, os vinhos brasileiros ganharam mais de 160 prêmios internacionais de qualidade.

Por que 22 de outubro?

A data em que se comemora o Dia Nacional do Enólogo foi escolhida em homenagem à fundação da primeira escola de enologia do Brasil, em Bento Gonçalves/RS.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Enólogo brasileiro do ano de 2021 será conhecido na noite desta sexta (22)

Desde 2004, a Associação Brasileira de Enologia (ABE) elege o Enólogo do Ano e a divulgação e entrega da distinção deste ano, será realizada nesta sexta-feira (22), em jantar de confraternização da entidade.

A premiação visa reconhecer o profissional que mais se destacou no cenário nacional, através do seu conhecimento, que dividiu informação com todo o setor e que é reconhecido, tanto no Brasil, quanto no mundo, pelo seu trabalho.

Edegar Scortegagna – Enólogo brasileiro de 2020

Edegar Scortegagna, brasileiro, Enólogo formado pela Universitá degli Studi di Trento – Instituto di San Michele All´Adige e Universitá degli Studi di Udine na Itália onde passou 5 anos estudando e colaborando com grandes vinícolas italianas. Tem MBA em Gestão Empresarial pela FGV. Desde 2009 é o Enólogo responsável pelos vinhos da Luiz Argenta Vinhos Finos, Ex Presidente da Associação Brasileira de Enologia 2017/2018 (ABE) e agora membro do Conselho, Sócio fundador e professor da ConceptWine – Escola de vinhos. Desde 2018 é professor da ESPM – Porto Alegre e foi por 10 anos professor de enologia dos cursos Sommelier e Juiz internacional da Universidade de Caxias do Sul.

Ricardo Galante, o enólogo “del fin del mundo”

Na última semana, tive a grata surpresa de conhecer o trabalho do enólogo “hermano” durante a 1ª Feira de Vinhos do Shopping Pier 21, pelas mãos de Alberto Lopez, ou Beto, para os amigos, da importadora La Argentina, recém chegada na capital. O vinho em questão era o Special Blend, um corte de Malbec, Cabernet Sauvignon e Merlot manualmente selecionadas, o que mostra a verdadeira arte de criar um vinho.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Ricardo Galante é o enólogo responsável pela Bodegas Del Fin Del Mundo y Malma e artista/criador do blend mencionado e, antes de se instalar no “terroir” patagônico, passou por vinícolas em Napa (EUA) e na França.

Um brinde aos verdadeiros alquimistas e artistas dos vinhos!








Você pode gostar