Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Arquitetura & Design

Arquiteto ou designer?

Qual profissional contratar para fazer o projeto do seu espaço?

Por Veridiana Arruda 15/06/2021 10h00
Arquiteto ou designer? Veridiana Arruda e Erick Camilo. Foto: Henrique Kotnick/Jornal de Brasília

Na hora de reformar ou transformar um ambiente, muita gente acaba confundindo a contratação do profissional certo para executar o projeto que deseja. Parece tão banal, mas é um tema extremamente importante porque são atividades que possuem campos de atuação próprios que podem, sim, se complementarem.

É comum em muitas situações o arquiteto precisar da ajuda do designer e o contrário também.

Mas a grande dúvida da maioria das pessoas é saber qual deles que melhor vai lhe atender. Quando devo contratar o arquiteto? Para o meu projeto posso contratar apenas um designer?

Então, para você não errar na hora de escolher o profissional certo vou explicar aqui, um pouquinho da atividade de cada um.

Erick, sócio e arquiteto do Studio Arqline, explica:

“A peculiaridade da arquitetura é fascinante, a mente criativa do arquiteto é apenas o início do processo de criação de espaços funcionais que antes não existiam e começam a ganhar forma. Mas a função do arquiteto vai muito além de reunir ideias de seus clientes e projetar sonhos. Suas atribuições envolvem conhecimentos técnicos e responsabilidades em relação às leis, regulamentos locais e até mesmo a preservação do meio ambiente, por exemplo.

Inicio o meu trabalho com a escolha do terreno para os meus clientes, verifico se realmente atende às suas necessidades, e até mesmo a existência de árvores nativas que devem ser preservadas; a orientação da posição solar também deve ser verificada pois influencia na criação e desenvolvimento do layout. Além disso, observo a vizinhança afim de compreender o local para dar início ao projeto. Resolvendo todas as questões, iniciamos o partido arquitetônico.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Da mesma forma que escolhemos o terreno ideal para nossos clientes, o mesmo é feito na escolha de um apartamento. A influência da incidência solar, o layout e a observação da vizinhança também são verificados na hora da escolha. É comum o acompanhamento do arquiteto na escolha do imóvel ideal”.

Foto: Henrique Kotnick/Jornal de Brasília

O designer de interiores tem como foco planejar um ambiente interno com objetivo de deixá-lo funcional, harmônico, confortável e lindo que possa expressar bem o desejo do cliente dentro, é claro, do que ele poderá gastar.
Esses ambientes internos podem ser residenciais, incluindo casas e apartamentos ou comerciais, como por exemplo, lojas, restaurantes, escritórios, consultórios.

Opa! Mas não para por aí, você sabia que designer também pode atuar em estúdios de fotos e filmagens? Em cenografias teatrais? Montar vitrines em lojas? Trabalhar na criação de móveis? Pois é, são várias as áreas de atuação do designer.

Assim, seja qual for o campo de atuação, ele sempre vai ter que planejar o ambiente de acordo com o estilo e necessidades do seu cliente preparando um layout da utilização do espaço, seguindo as técnicas de ergonomia, efeitos de iluminação, acústica, pesquisa de materiais, acabamentos, paleta de cores, mobiliários, adornos, detalhamentos de marcenaria e etc.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O designer pode reformar um ambiente desde que não mexa na estrutura do espaço. Ele pode pintar, fazer um forro de gesso, pode mudar todo o revestimento do piso e paredes, pode mudar o tamanho de uma bancada de pia, por exemplo.

Contudo, se o designer de interiores avaliar a necessidade de fazer alguma mudança estrutural na obra ou que irá alterar a planta original do lugar, ele deverá fazer uma parceria com o arquiteto responsável, para que este possa assinar o projeto e se responsabilizar pela reforma.

O trabalho do designer está, portanto, voltado para os ambientes internos, sendo o profissional habilitado para atuar em projetos de interiores, auxiliando o arquiteto a resolver os espaços da edificação de forma a atender melhor às necessidades do cliente, para complementar o fechamento da obra.

Essa parceria é muito importante para o melhor resultado do seu projeto.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Erick Camilo acrescenta:

“No meu escritório temos vários parceiros na área de design de interiores, tanto pela escolha dos clientes como por indicação minha. Nosso trabalho consiste em atender e suprir todas as necessidades de nossos clientes. O ideal é contratar o design de interiores no momento em que o arquiteto inicia o layout, para que haja boa compatibilização e comunicação de ambas as disciplinas. Esse trabalho completo entre o arquiteto e o design de interiores resulta em projetos incríveis e o resultado é a exatamente o que o cliente buscava”.

Já o arquiteto por ter uma formação mais detalhada em estrutura e instalações, ele tem mais liberdade para trabalhar em um ambiente. Mas para que ele atue na área de interiores é muito interessante que ele procure alguma especialização nesta área.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Portanto, se você precisa reformar um ambiente sem entrar em mudanças estruturais, ou que alterem a planta original do espaço, procure um Designer de Interiores ou um Arquiteto de Interiores com especialização nessa área.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A contratação desses profissionais também pode ser feita de forma preventiva. Você está pensando comprar um terreno para construir uma casa? Procure um arquiteto para discutir a topografia do local para ver a viabilidade do seu projeto.

Você quer comprar uma casa ou apartamento? A visita de um arquiteto e de um designer pode ser excelente para você ter uma ideia do investimento que você poderá ter com uma reforma ou não.

Você quer alugar um apartamento ou uma casa? Nessa hipótese você pode consultar um Designer de Interiores, já que você não poderá, a princípio, fazer reformas estruturais no lugar.

Até a próxima semana!!

Serviço:
Studio Arqline
www.studioarqline.com
Instagram: @studioarqline

Agradecimento:
Cabelo e Maquiagem: Naya Souza






Você pode gostar