Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Entretenimento

Wado e Patricia Marx rebobinam “Aquele Frevo Axé”

Originalmente gravada por Gal Costa, “Aquele Frevo Axé” ganha nova e delicada versão com os artistas Wado e Patricia Marx

Chique e balsâmico! Canção composta por Caetano Veloso e Cezar Mendes em 1998, e originalmente gravada por Gal Costa, “Aquele Frevo Axé” ganha nova e delicada versão com os artistas Wado e Patricia Marx. Oriundos de universos diferentes, eles se juntam neste dueto que versa sobre um flerte de carnaval. Disponível a partir de hoje, sexta-feira (17), em todas as plataformas digitais.

A faixa, cuja produção tem assinatura de Wado, também virá como bônus em Depois do Fim Ao Vivo, que o artista lança até o fim do ano. Participam da gravação os músicos Igor Peixoto (baixo), Jair Donato (cordas synth) e Dinho Zampier (piano). A voz de Patricia Marx foi captada em São Paulo, no Hataka Studios.

A arte foi desenhada por Rogério Rodrigues (@r.o.g.e.r.in).
Wado e Patricia são artistas da LAB 344, selo boutique brasileiro que propiciou esse belo encontro para comemorar a admiração mútua destes dois longevos trabalhadores da música brasileira. Prolífico cantor e compositor, e também jornalista e ilustrador, Wado nasceu em Florianópolis, mas é radicado em Maceió desde os 8 anos de idade. Já lançou 11 álbuns de estúdio e foi contemplado com vários prêmios da indústria da música, como o APCA e o VMB. Já rodou o mundo e colaborou com nomes como Marcelo Camelo, Zeca Baleiro, Mallu Magalhães, Marcos Valle, MOMO. e Chico César.

Citada inúmeras vezes como uma das vozes mais bonitas do Brasil, Patricia Marx já lançou 13 álbuns e acumula milhões de streams cópias físicas vendidas. Já colaborou com Seu Jorge, Ed Motta, Tom Zé, Nelson Motta, Jair Oliveira e Marcos Valle, e foi associada à Erykah Badu e Jill Scott pela revista DJMag.








Você pode gostar