Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Entretenimento

Theatro Municipal do Rio oferece espaço para velório de Paulo Gustavo

É comum que velórios de famosos ocorram no Theatro, que é administrado pelo governo do estado fluminense

Foto: Alexandre Macieira/Riotur

O Theatro Municipal do Rio de Janeiro ofereceu seu espaço para o velório do ator e humorista Paulo Gustavo, que morreu na noite desta terça (4) aos 42 anos vítima da Covid-19. A família, porém, ainda não se manifestou.

A fundação divulgou nota dizendo que “lamenta profundamente a morte do ator e comediante Paulo Gustavo, de 42 anos, e esclarece que colocou o Theatro à disposição da família para o velório, seguindo todos os protocolos de segurança da Covid-19, já que Paulo Gustavo sempre manifestou grande apreço pelo Municipal”.

É comum que velórios de famosos ocorram no Theatro, que é administrado pelo governo do estado fluminense. Foi o caso, por exemplo, da atriz e cantora Bibi Ferreira, do também comediante Lúcio Mauro e da atriz Ruth de Souza, em 2019, além da atriz Tônia Carrero, em 2018.

Paulo Gustavo estava internado na Unidade de Terapia Intensiva de um hospital no Rio de Janeiro desde o dia 13 de março com Covid-19. Uma semana após a internação, ele teve de ser intubado porque estava com dificuldade para respirar.

No dia 2 de abril, piorou e precisou da ajuda de uma espécie de pulmão artificial usado apenas nos casos mais graves. Um mês depois, teve uma embolia gasosa que se espalhou em decorrência de um rompimento do tecido do pulmão.

O ator vinha apresentando sinais de recuperação, mas seu estado de saúde regrediu no último domingo (2), quando teve uma embolia gasosa que se disseminou em decorrência de fístula brônquio-venosa (rompimento do tecido do pulmão).

O cardiologista Múcio Tavares, do Incor (Instituto do Coração), diz que Paulo Gustavo teve uma condição rara em pacientes, devido a uma infecção grave. No caso do ator, o médico explica que parte do ar foi para o pulmão e outra atingiu a corrente sanguínea.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A morte de Paulo Gustavo deixou boa parte do país consternada. Caetano Veloso, Mônica Martelli, Fábio Porchat e outros artistas homenagearam o humorista em publicações nas redes sociais.

As informações são da FolhaPress






Você pode gostar