Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Entretenimento

Latino é alvo de notícia-crime por intolerância religiosa

Cantor acusou adeptos de religiões de matriz africana pela morte do seu macaco, em 2018

O cantor Latino é alvo de uma notícia-crime protocolada pela Secretaria Municipal de Cidadania do Rio. Na segunda-feira (19), o órgão denunciou o artista por intolerância religiosa.

De acordo com a Secretaria, o artista estimulou a intolerância religiosa ao acusar adeptos de religiões de matriz africana pela morte do seu macaco, em 2018. “Nessa parada de centro espírita, nesse bagulho de macumba, os caras fazem trabalhos pesados pra infernizar a vida do outro. E aí fizeram um trabalho, sei lá, de ebó… Sei lá que p* que chama essa m* de ‘macumbaria’”, disse Latino à época.

Para o secretário da pasta, Átila Nunes, a declaração do artista é “uma clara violação à liberdade religiosa”. ”É lamentável que uma pessoa pública use o seu espaço na mídia para propagar uma mensagem preconceituosa e que contribui para alimentar a intolerância contra as religiões de matriz africana. Não podemos ignorar o que aconteceu ou normalizar uma ofensa à crença do próximo”, afirmou Nunes. A informação é do site G1.

Em nota, a assessoria de Latino informou que ele não vai se posicionar até que seja feita uma intimação oficial relacionada ao caso.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE






Você pode gostar