Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Kátia Flávia

Condenado pelo assassinato de George Floyd, ex-policial é esfaqueado 22 vezes

Por Kátia Flávia 02/12/2023 2h00
John Turscak é acusado de esfaquear Derek Chauvin com uma faca de fabrico artesanal. Chauvin sobreviveu aos ferimentos.

Meus amores, vocês lembram do caso George Floyd? Pois bem, depois de condenado há 22 anos de prisão pelo brutal assassinato de Floyd, o ex-policial Derek Chauvin foi esfaqueado 22 vezes na biblioteca da prisão federal de Tucson, localizada no Arizona no último dia 24.

Um homem chamado John Turscake atacou Derek com uma faca improvisada, o atacando ‘aproximadamente 22 vezes, causando ferimentos graves’.

“Turscak disse aos guardas da prisão que teria matado D.C. se não tivessem reagido rapidamente”, explicam os promotores. “E disse que havia pensado em atacar D.C. por cerca de um mês, por ele ser um réu de alto perfil.”

O responsável pelas facadas disse que tem um significado por trás do ataque: “Turscak disse que o ataque a D.C. durante a Black Friday era simbólico do movimento Black Lives Matter [“Vidas negras importam”, em tradução do inglês].”

Após o episódio, Chauvin recebeu socorro e foi transferido para um hospital. A última informação divulgada é que ele sobreviveu.

 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE






Você pode gostar