Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Entretenimento

Gabriel Grossi recebe Zélia Duncan no novo single “Nosso Amor Vadio”

O novo e ousado projeto de Gabriel Grossi é o álbum “Plural”, onde apresenta pela primeira vez, após mais de 20 anos de carreira, todas as suas múltiplas facetas como letrista, compositor, arranjador e produtor.

Foto|Divulgação

“Ter a Zélia Duncan neste primeiro single do ‘Plural’ faz todo sentido com a ideia que envolve o álbum. Uma pessoa iluminada e que tem na sua entrega como artista a paixão e a pluralidade como características muito fortes. Nosso primeiro trabalho foi lá em 2004 quando fui convidado por ela para participar junto com ela do projeto ‘Eu Me Transformo Em Outras’. Não é incrível que agora eu também me transformo em outros neste disco? Foi o universo do samba e da canção que nos uniu e é nele que voltamos a brindar nosso encontro. Foi a leveza e o sentimento que fez a gente compor juntos ‘Nosso Amor Vadio’”, revela Gabriel Grossi, que recebe nessa faixa também Rogério Caetano (violão de 7 cordas) – parceiro de longa data com quem dividiu o arranjo e produção -, Rafael dos Anjos (violão de 6 cordas), Marcelinho Moreira (percussão) e Rodrigo de Jesus (percussão).

A Cascata do Chuvisqueiro, cachoeira em Riozinho (RS), na região Metropolitana de Porto Alegre, foi o cenário paradisíaco para o vídeo de “Nosso Amor Vadio”, onde a reconexão com o que nos cerca dá o tom da coreografia encenada pelas protagonistas Aline Centeno e Cleusa Centeno. O clipe traz novos contornos à letra da faixa, que versa sobre o efeito do tempo em um amor que se recusa a esvanecer.

O músico celebra uma trajetória pelos principais palcos do mundo. Indo do cancioneiro popular do país em “Brasileto”, estudo sobre a composição na música brasileira desenvolvido com Alegre Corrêa, até os covers multifacetados do novo disco “RE DISC COVER” – para citar apenas seus trabalhos mais recentes -, Gabriel Grossi coleciona parcerias, gravações e shows com grandes nomes da música. Entre eles estão Hermeto Pascoal, Paulo Moura, Chico Buarque, Ivan Lins, Leila Pinheiro, João Donato, Dave Matthews, Lenine, Djavan, Milton Nascimento, Dominguinhos, Beth Carvalho, Wynton Marsalis, Jacob Collier e, claro, a própria Zélia Duncan.

A colaboração “Nosso Amor Vadio” antecipa uma nova fase na carreira do artista com seu novo álbum de estúdio. Previsto para o começo de 2022, “Plural” trará parcerias de Grossi com grandes nomes da música nacional e internacional e mostrará o artista explorando o formato canção ao lado de convidados como Lenine, Jacob Collier, Ed Motta, Leila Pinheiro, Hermeto Pascoal, Seamus Blake, Omar Sosa, Yamandu Costa e outras surpresas. 

“Este novo trabalho é pra mim um exercício de afirmação na minha carreira. Me vejo como um artista que gosta de misturar pessoas, gêneros musicais e sentimentos. Acho que é muito do eu vejo no meu próprio país tão musical. Nossa beleza está na mistura, na diversidade e nesta pluralidade cultural que é o Brasil. Isso reflete exatamente o que eu quero passar no ‘Plural’: a pluralidade na arte sem fronteiras conectando sentimento e paixão e a música como a única e verdadeira linguagem universal”, antecipa Grossi.

A primeira amostra é a parceria com Duncan que está disponível para streaming nas principais plataformas de música.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE








Você pode gostar