fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Entretenimento

Felipe Neto critica Carlinhos Maia por festa e influencer responde

Felipe Neto ainda criticou a quantidade de seguidores que Carlinhos Maia teria conseguido após a festa

Milena Carvalho

Publicado

em

PUBLICIDADE

Depois da polêmica do Natal da Vila promovido por Carlinhos Maia, que infectou 47 pessoas com o Covid19, Felipe Neto também criticou a festa. “Parabéns a todos os envolvidos. Agora multiplica esse número, pensando em quantas pessoas devem ter sido infectadas pelas pessoas que pegaram na festa. Será que a consciência pesa? Eu duvido”, escreveu.

 

Felipe Neto ainda criticou a quantidade de seguidores que Carlinhos Maia teria conseguido após a festa: “Pelo menos o povo vai perceber o q é esse sujeito e vai parar de acompanhar”. “Essa foi a quantidade de seguidores que essa pessoa GANHOU depois que deu a festa. Detalhe para os 80 mil novos seguidores exatamente no dia da festa. Não há o que fazer, o povo não tá nem aí. Anotem aí: dentro de pouquíssimo tempo ele vai aparecer ou com um vídeo de arrependimento, chorando… Ou fazendo uma doação filmada, chorando. Ou os dois”, continuou.

Felipe Neto foi questionado quanto ao show que seu irmão, Lucas Neto, teria feito para cerca de 4 mil pessoas. “Tô conversando muito sério com meu irmão, mas mesmo assim as coisas são incomparáveis. O espetáculo foi feito com todas as exigências sanitárias e protocolos extremamente rígidos. Não foi uma festa com todo mundo sem máscara se esfregando. Querer comparar é mau caratismo”, disse.

Em seguida, Carlinhos Maia também usou as redes sociais para responder o youtuber. “Demônio é seu c*, uma peste dessa que passou a vida toda falando mal de todo mundo. Errado pra c* também, vive julgando os outros! Sai do meu pé chulé”, disparou.

Nesta sexta-feira, o colunista do UOL Erlan Bastos divulgou que 47 funcionários que teriam trabalhado na festa de Natal promovida por Maia no último dia 19 teriam testado positivo para a covid-19. Dois deles estariam na UTI. Carlinhos Maia usou as redes para dizer que a história seria mentira.




Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade