Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Entretenimento

Arma cenográfica usada por Alec Baldwin tinha munição real, segundo sindicato

A informação corrobora com a reclamação de Baldwin após o acidente. Na hora ele perguntou por qual motivo havia recebido “uma arma quente”

Por FolhaPress 22/10/2021 6h53

SÃO PAULO, SP

A arma cenográfica que matou a diretora de fotografia Halyna Hutchins, após ser disparada por Alec Baldwin no set do filme “Rust”, na quinta-feira (21), continha munição real. A informação foi dada por um sindicato de Hollywood em mensagem a seus membros e reproduzida pelos sites especializados da Variety e da IndieWire.

“Uma munição verdadeira foi acidentalmente disparada no set pelo ator principal, atingindo a diretora de fotografia Halyna Hutchins, integrante da Local 600, e o diretor Joel Souza”, disse uma filial local do sindicato IATSE (Aliança Internacional de Funcionários de Palco Teatral, na sigla em inglês).

A informação corrobora com a reclamação de Baldwin após o acidente. Segundo testemunhas ouvidas pelo portal Showbiz 411, na hora ele perguntou por qual motivo havia recebido “uma arma quente”, ou seja, com munição. Sem acreditar no que havia acabado de acontecer, Baldwin ficou transtornado e chorou muito no lado externo das instalações. As investigações a respeito do incidente seguem.

Em suas redes sociais, ele falou pela primeira vez. “Não há palavras para descrever meu choque e tristeza com o acidente trágico que tirou a vida de Halyna Hutchins”, começou ele. Ele diz na sequência que a diretora era “esposa, mãe e muito admirada pelos colegas” e que agora vai colaborar com a polícia. “Estou cooperando totalmente com a investigação da polícia para descobrir como essa tragédia aconteceu”, publicou. Em outro trecho, o ator revelou que tem mantido contato com o marido e o filho da diretora e que vai oferecer todo o suporte necessário. “Meu coração está partido pelo marido, filho e todos que conheciam e amavam Halyna”, escreveu.








Você pode gostar