fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Economia

IPCA acelera a 1,15% em dezembro e fecha 2019 em 4,31%, revela IBGE

Resultado superou estimativas de especialistas, que eram positivas em 1,08%

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

A inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) fechou o mês de dezembro com alta de 1,15%, ante um aumento de 0,51% em novembro, informou na manhã desta sexta-feira, 10, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O resultado superou a mediana das estimativas dos analistas ouvidos pelo Projeções Broadcast, que era positiva em 1,08%. O intervalo de previsões ia de 0,70% a 1,18%. A taxa acumulada pela inflação no ano de 2019 foi de 4,31%, também acima da mediana (4,24%) e dentro das projeções (3,84% a 4,34%).

Índice de aluguel

O Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M), usado no reajuste dos contratos de aluguel, acumula taxa de 8,02% em 12 meses, de acordo com a prévia do indicador de janeiro, divulgada hoje (10) pela Fundação Getulio Vargas (FGV).

Considerando-se apenas o mês de janeiro, a prévia registrou inflação de 0,67%, abaixo do 1,83% observado na prévia de dezembro de 2019 do IGP-M.

Atacado e varejo

A queda da taxa da prévia de dezembro para a de janeiro foi puxada pelos preços no atacado e no varejo. O Índice de Preços ao Produtor Amplo, que mede o atacado, teve taxa de 0,86% na prévia de janeiro, abaixo dos 2,57% de dezembro.

Já a inflação do Índice de Preços ao Consumidor, que mede o varejo, caiu de 0,59% em dezembro para 0,33% em janeiro.

Construção 

Por outro lado, o Índice Nacional de Custo da Construção, terceiro subíndice que compõe o IGP-M, teve alta na taxa. Na prévia de dezembro, havia registrado deflação (queda de preços) de 0,12%. Já na de janeiro, o custo da construção teve inflação de 0,20%.

Com agências


Leia também
Publicidade
Publicidade
Publicidade