fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Economia

Auxílio emergencial: governo deve pagar mais duas parcelas de R$ 300

Proposta será levada ao Congresso. Informação é da colunista Ana Flor

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

O governo federal deve propor ao Congresso Nacional mais duas parcelas do auxílio emergencial. A ideia é oferecer mais R$ 600 à população, mas dividir o valor em duas parcelas de R$ 300.

A informação é da colunista Ana Flor, do site G1. Segundo a jornalista, a ideia de dividir os R$ 600 em duas vezes agrada o presidente Jair Bolsonaro. Há algumas semanas, levantou-se a hipótese de que o valor seria dividido em três vezes de R$ 200.

Caso a proposta seja sancionada, os trabalhadores informais e beneficiários do Bolsa Família receberão, ao todo, R$ 2,4 mil, divididos em quatro meses. As mães chefes de família terão o dobro do valor: R$ 4,8 mil.

O auxílio que vem sendo pago tem impactado as contas do governo em mais de R$ 150 bilhões. Por conta disso, o aumento não deve ser uma unanimidade no Congresso.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Atualmente, o auxílio está em sua segunda parcela para alguns beneficiários e na primeira para outros. Quem ficar desempregado até o dia 3 de julho poderá solicitar a ajuda.




Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade